janeiro 18, 2022

970×90

Poemas de estudantes da rede municipal de Lauro de Freitas representam a Bahia na semifinal nacional da Olimpíada de Língua Portuguesa

Poemas de estudantes da rede municipal de Lauro de Freitas representam a Bahia na semifinal nacional da Olimpíada de Língua Portuguesa

Os poemas “Ala das Rosas” e “As Beijuzeiras de Areia Branca”, escritos pelas estudantes Isabela Silva de Jesus e Alana Gonçalves dos Santos, do 5º ano da Escola Municipal Esfinge, representam a Bahia na semifinal nacional da Olimpíada de Língua Portuguesa.

Dos 5.570 municípios brasileiros, 3.877 aderiram à olimpíada em todos os estados, em um total de 27.847 escolas, 59.008 professores e 112.508 inscrições nas categorias poema, memórias literárias, crônica, documentário e artigo de opinião.

Representados pelo professor Marcelo Lefundes, os poemas escritos pelas meninas de 11 anos, que representam cerca de 120 alunos da escola, avançaram pelas etapas escolar, municipal e estadual, até chegarem aos 42 semifinalistas da categoria.

Nas primeiras etapas, além dos poemas, as comissões julgadoras avaliaram o vídeo minuto da turma à qual as meninas fazem parte, assim como o relato de prática do professor, que detalhou a experiência de ensino ao longo do processo.

A olimpíada faz parte do Programa Escrevendo o Futuro, uma parceria do Itaú Social com o Cenpec e o Ministério da Educação, com o objetivo de contribuir para a melhoria da leitura e escrita dos estudantes de escolas públicas no Brasil.

É uma conquista da superação na pandemia, pois houve todo um engajamento da comunidade, dos pais, que deixavam os celulares em casa para que todos os estudantes pudessem participar das aulas e das oficinas da SEMED e da Ufba”, disse o docente.

Lefundes conta que, dos três poemas inscritos pela escola no certame, dois superaram as peneiras. “Todas as crianças que participaram são brilhantes e bastante dedicadas”, avalia o professor de Língua Portuguesa, Matemática e Ciências.

A titular da Secretaria Municipal de Educação de Lauro de Freitas (SEMED), Vânia Galvão, se diz orgulhosa tanto dos estudantes quanto da equipe escolar. “Qualquer que seja o resultado, são todos vencedores. Quem ganha é a educação”, afirma a secretária.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde