dezembro 02, 2021

970×90

Polícia começa a ouvir testemunhas sobre morte de argentino em Morro de SP

Na manhã desta quinta-feira (3), três pessoas começaram a ser ouvidas sobre a morte do argentino Marcelo Gabriel Rey, ocorrida em Morro de São Paulo, localidade pertencente ao município baiano de Cairu. A Polícia Civil já identificou o autor do crime como sendo José Henrique Pereira Pinto, 37 anos, carioca, que trabalhava nas praias da região vendendo chocolate.

A titular da Delegacia Territorial de Cairu, Argimária Freitas de Sousa Soares, informou que Henrique, como é conhecido, e a vítima estavam num bar e após um desentendimento deram início a briga.

— Sabemos que o agressor fugiu de Morro de São Paulo utilizando uma lancha. Ele dizia ser ex-agente público da secretaria da Segurança Pública do Espírito Santo.

Henrique tinha passagem na polícia por conta de uma briga, em Arraial D’Ajuda, ocorrência registrada em 2011, e responderá, nesse caso, por lesão corporal seguida de morte.

Versão contada

Em sua página do Facebook, o bar publicou um anúncio nos dois idiomas com uma versão dos fatos: “Infelizmente, perdemos um de nossos amigos e trabalhadores. Conejito amigo, vamos sentir muitas saudades. Até agora, o que sabemos é que [ele] estava no bar Pedra sobre Pedra, na segunda praia, que discutiu com outra pessoa, que brigaram, que bateram nele até desmaiar e depois bateram mais no chão até matá-lo. A pessoa que fez isso é conhecida por todos. Há várias testemunhas, e muitas pessoas não falam para acobertar o assassino. Assim como os funcionários e o dono do bar, que não fizeram nada para manter a calma e evitar que isso acontecesse”, diz o texto. “Este filho da p*** assassino se chama Enrique, a mulher se chama Dalma e vende trufas na praça do Morro. Têm um filhinho e certamente fugiram. Agradecemos muito a quem tiver informação.”

O corpo do argentino foi liberado, na tarde de ontem, pela unidade do Departamento de Polícia Técnica de Valença, após realização dos procedimentos de perícia que dirão qual foi a causa da morte. A retirada foi realiza por integrantes do Consulado da Argentina na Bahia.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde