agosto 18, 2019

970×90

Polícia diz que depósito de R$ 100 mil para Lessa foi feito por ele

Polícia diz que depósito de R$ 100 mil para Lessa foi feito por ele

Após o Coaf ter apontado a existência de um depósito de R$ 100 mil na conta do policial militar reformado Ronnie Lessa, em outubro de 2018, a Polícia Civil afirmou que a movimentação financeira na conta do preso acusado de ter matado Marielle Franco e Anderson Gomes, foi feito pelo próprio suspeito em um banco.

Lessa deve prestar depoimento nesta sexta-feira (15) na Divisão de Homicídios, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, sobre o duplo homicídio.

De acordo com o G1, o Ministério Público apontou o depósito em um relatório onde pede o bloqueio dos bens de Lessa e do ex-PM Élcio Queiroz, também preso. O bloqueio foi pedido pelo MP para garantir a indenização por danos morais e materiais às famílias da vereadora e do motorista.

O Ministério Público cita ainda que os bens de Lessa seriam incompatível com a renda de um policial militar reformado, entre eles uma lancha, apreendida em Angra dos Reis em nome de uma pessoa que seria “laranja” de Ronnie Lessa, os automóveis do PM reformado (um deles, um Infinity avaliado em R$ 150 mil), e a casa dele, localizada em um “condomínio luxuoso na Barra da Tijuca”.

O advogado de Ronnie Lessa, Fernando Santana afirma desconhecer o depósito e disse que ainda vai conversar com seu cliente sobre o tema.

 

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde
%d blogueiros gostam disto: