Polícia localiza e desmonta acampamentos utilizados por traficantes em Valéria

 Polícia localiza e desmonta acampamentos utilizados por traficantes em Valéria

Policiais civis e federais desmontaram na manhã desta quinta-feira (21), acampamentos utilizados por traficantes no bairro de Valéria. Nas estruturas foram encontrados colchonetes, roupas, água, entre outros itens. Na região de mata fechada, equipes da Coordenação de Operações e Recursos Especiais (CORE) e do Comando de Operações Táticas (COT), com apoio do Comando de Aviação Operacional (CAOP) localizaram as estruturas.

Dois criminosos foram presos, na noite da última terça-feira (19), por equipes da Polícia Federal presentes no bairro . Os policiais federais, militares e civis realizam varreduras em imóveis e áreas de mata do bairro para localizar criminosos e armas na região. As equipes faziam varreduras, quando localizaram dois homens escondidos no mato, na Segunda Travessa Agnaldo Leite. Com a dupla foram encontradas maconha, munições 9 milímetros, R$350, três celulares e um blusão camuflado.

Os criminosos, que são integrantes de um grupo rival à quadrilha que atacou policiais na última sexta-feira (15), acabaram conduzidos ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa. Um dos traficantes havia sido preso em 2022, pela prática de tráfico de entorpecentes, mas acabou liberado em audiência de custódia. Os dois foram autuados em flagrante.

No último domingo, policiais civis do Departamento Especializado de Investigações Criminais (DEIC) e federais do Comando de Operações Táticas (COT) e do Grupo de Pronta Intervenção (GPI) cumpriram mandados de busca e apreensão em imóveis usados por integrantes de uma facção que confrontou com policiais no bairro de Valéria.

Em duas casas foram apreendidos uma pistola calibre 9mm, dois rádios comunicadores, uma munição para fuzil calibre 5,56, carregador e peças de uma motocicleta modelo CG, que possui restrição de roubo. Denúncias sobre a ação de traficantes ou a localização de armas e drogas são recepcionadas pela Secretaria da Segurança Pública, por meio do Disque Denúncia (181), de forma sigilosa.

Descubra mais sobre LF News -

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading