maio 10, 2021

970×90

Prefeita cobra ampliação e celeridade no envio da vacina contra a Covid-19 durante abertura da Conferência de Saúde em Lauro de Freitas

Prefeita cobra ampliação e celeridade no envio da vacina contra a Covid-19 durante abertura da Conferência de Saúde em Lauro de Freitas

A prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, reivindicou, durante  abertura da 9ª Conferência Municipal de Saúde realizada nesta quarta-feira (28) de forma virtual, a ampliação das doses da vacina contra a Covid-19 e a celeridade no envio dos imunizantes pelo Ministério da Saúde. A gestora criticou também a falta de periodicidade nos lotes da segunda dose que estão em atraso, com a perspectiva de envio somente na próxima semana. 

Em uma fala calorosa, Moema lamentou as quase 400 mil mortes ocorridas no Brasil, o que de acordo com ela, é uma situação inesperada já que o país esteve entre os últimos do mundo a notificar casos de contaminação pelo coronavírus. 

“Nós vimos como o vírus se comportava em outros locais e poderíamos ter criado estratégias nacionais de contingenciamento para evitar tantas mortes, o que lamentavelmente não foi feito. Agora temos um atraso no processo de vacinação. Mesmo que os municípios estejam preparados, aplicando as doses enviadas de maneira imediata e eficaz, as doses que chegam são insuficientes para agilizar o processo”, disse.

De acordo com Moema, Lauro de Freitas está preparada para a administração das doses e tem demonstrado isso. O município está entre os primeiros no ranking da imunização na Bahia, e é o que mais rapidamente aplica as doses na Região Metropolitana de Salvador. 

“A vacina é a medida mais eficaz para combater a Covid-19. Enquanto isso o município segue na sua missão, criando estratégias para mitigar o impacto da pandemia. Em Lauro de Freitas fizemos testagens em larga escala, lockdowns por localidade ou em concordância com os estaduais, restrição de circulação, fechamento de serviços não essenciais e a abertura de uma unidade específica para atendimento a síndromes gripais, o PA Santo Amaro de Ipitanga”, informou.

O Sistema Único de Saúde (SUS) também foi pauta na fala de Moema. A prefeita agradeceu a colaboração de todos os servidores que atuam na linha de frente no enfrentamento da pandemia. “Nós temos um dos melhores sistemas públicos de saúde do mundo. Se não fosse pelo SUS e pela dedicação de seus profissionais o quadro estaria mais trágico ainda no Brasil. Assim como acontece no PA Santo Amaro, que atendeu mais de 34 mil pessoas em um ano de funcionamento e salvou vidas pela eficiência e rapidez no atendimento”, frisou.

A Covid-19 fez com que a estrutura da saúde de Lauro de Freitas fosse reorganizada por conta da pandemia. Das 16 Unidades de Saúde da Família (USF), cinco foram referenciadas para atendimentos a paciente com sintomas leves da doença. Além disso, a UPA da Itinga passou a receber pacientes gripais reforçando a rede de atendimentos na cidade.

“Entendemos que a Conferência é um espaço onde as ideias e sugestões para melhorar a saúde da nossa cidade podem ser colocadas. Estamos abertos a ouvir e colocar em prática o que for melhor para o nosso povo”, afirmou.

 

Expectativas para retorno escolar

Lauro de Freitas prioriza a imunização do corpo docente e dos trabalhadores da educação para a retomada das aulas em sistema hibrido (presencial e remoto), assim que o processo for concluído em sua totalidade. 

A prefeita lembrou que enquanto as aulas não retomam nos espaços físicos das unidades escolares, continuam acontecendo por meio das plataformas on-line e também na TV Kirimurê.  “Nós somos responsáveis pelos nossos pequenos e queremos que tudo ocorra da melhor forma”, falou.

 

Novas propostas para a saúde 

Moema informou que após o controle da pandemia, o Hospital Metropolitano – recentemente inaugurado – será direcionado a atendimentos emergenciais substituindo o Menandro de Faria que será transformado em unidade materno-infantil. O Nelson Barros será relocado para o Hospital na Unime onde realizará atendimentos especializados e emergências, e o prédio onde funciona hoje o Nelson será transformado em Unidade de Saúde da Família para ampliar a cobertura da atenção básica. 

 

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde