dezembro 07, 2021

970×90

Prefeitura de Lauro de Freitas e Embasa assinam aditivo de contrato para ampliar cobertura de esgotamento sanitário no município

Prefeitura de Lauro de Freitas e Embasa assinam aditivo de contrato para ampliar cobertura de esgotamento sanitário no município

Um aditivo do contrato, assinado pela Prefeitura de Lauro de Freitas com a Embasa, nesta quarta-feira (27), vai ampliar a cobertura da obra de esgotamento sanitário do município, já em execução, de 80% para 90%. Este é um dos pontos que constam do aditivo elaborado para adequar o contrato, assinado com a gestão municipal em 2019, ao novo Marco Regulatório do Saneamento Básico, alterado pela lei federal nº 14.206 de julho de 2020.

A meta de cobertura de 90% do esgotamento sanitário no município deve ser atingida, de acordo com o novo Marco Regulatório, até o ano de 2033. O prazo anterior dava à empresa até o ano de 2049 para alcançar esta meta de cobertura. Além deste benefício trazido para Lauro de Freitas, o aditivo também destina R$200 milhões a mais em recursos para obras em Lauro de Freitas, que serão investidos no esgotamento sanitário e abastecimento de água.

Durante a reunião para assinatura do aditivo, que contou com a presença da prefeita Moema Gramacho e de secretários municipais, o presidente da Embasa, Rogério Cedraz, destacou a importância da parceria com a Prefeitura de Lauro de Freitas. Segundo ele, a Embasa tem um volume alto de investimento no município nas áreas de abastecimento e esgotamento sanitário.

Para a prefeita Moema Gramacho, a ampliação do contrato é muito importante para o município. “Além de estarmos cumprindo o que define o novo Marco Regulatório, este aditivo traz mais investimentos e mais celeridade às obras, o que nos dá possibilidades concretas de alcançarmos as metas antes do tempo previsto. Creio que antes do prazo consigamos chegar a 100% de cobertura no esgotamento sanitário”, declarou a prefeita.

Manuela Andrade, gerente da Unidade Regional da Bolandeira, que atende Lauro de Freitas, destacou os benefícios que o município vai receber e apresentou detalhes de como estão sendo realizadas as obras para implantação do esgotamento sanitário.

“São muitos os ganhos para a população. Cada real investido em saneamento básico resulta na economia de R$ 4 reais na área da saúde, além de outros ganhos tangíveis para o meio ambiente, com a despoluição dos rios e valorização de imóveis, por exemplo, pois quando temos saneamento implantado também há ganhos imobiliários. É importante que a população saiba que as obras para implantação do esgotamento sanitário estão a todo vapor e não vão parar”.

Atualmente a Embasa está atuando em três frentes de trabalho no município – no trecho entre a elevatória final e o emissário submarino, nas bacias do Centro e Ipitanga para implantação das redes, e construção de elevatórias. Manuela assegura que mesmo tendo o ano de 2033 como prazo para conclusão da implantação do esgotamento sanitário em 90% do município, antes disso o sistema desta primeira etapa de obras já estará em condições de entrar em funcionamento.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde