Prefeitura de Lauro de Freitas promove ações em comemoração ao Dia Nacional da Visibilidade Trans; confira programação

 Prefeitura de Lauro de Freitas promove ações em comemoração ao Dia Nacional da Visibilidade Trans; confira programação

Em comemoração ao Dia da Visibilidade Trans, celebrado dia 29 de janeiro, a Prefeitura de Lauro de Freitas, por meio da Secretaria Municipal de Políticas Afirmativas, Direitos Humanos e Promoção da Igualdade Racial (SEPADHIR), terá uma programação especial, já nesta sexta-feira (26), com o show “Sextou orgulho de ser quem sou”, na Praça 8 de Março, em Vida Nova. 

O evento realizado pelo Departamento LGBT, órgão vinculado à SEPADHIR, vai contar com a apresentação de artistas LGBTQIA+ e sorteio de brindes. O tema escolhido deste é “Direito ao bem viver, direito à vida”. A ação tem como objetivo conscientizar as pessoas que o Brasil é o país que mais mata pessoas trans e travestis em todo o mundo pelo 13° ano consecutivo.

Para a coordenadora do Departamento LGBT, Erica Capinan, a falta de dados oficiais sobre pessoas trans é um problema na criação de políticas públicas. No Brasil, por exemplo, não há dados oficiais sobre essa população. O levantamento é feito por redes como o Instituto Brasileiro Trans de Educação (IBTE), Antra e a Rede Trans. “A gente comemora em 29 de janeiro o Dia da Visibilidade Trans. Essa data é de extrema importância, por essa razão e também por reconhecimento da luta dessas pessoas. A gente fala tanto da mulher trans, quanto do homem trans. É o mês desse público. Atuamos como forma de elucidar que essas pessoas existem e que elas são importantes. Não é um dia de comemoração apenas”, disse Capinan.

Capinan foi enfática ao traduzir e explicar o que este dia significa para essa população. “É um dia de brindar à vida e visibilizar as lutas, conquistas e desafios que temos pela frente. A nossa perspectiva é pensar em ações futuras que assegurem o direito ao bem viver, à vida, à moradia, ao acolhimento e à saúde integral, às políticas públicas, porque o Brasil é o país que mais mata pessoas LGBT’s, mulheres rans e travestis. Então, por essa razão, que é imprescindível, esse ano o nosso tema é o direito à vida”, completou ela.

DADOS

O relatório da Transgender Europe (TGEU-2021), que monitora dados globalmente levantados por instituições Trans e LGBTQIA+, aponta que 70% de todos os assassinatos registrados aconteceram na América do Sul e Central, sendo 33% no Brasil, seguido pelo México, com 65 mortes, e pelos Estados Unidos, com 53. Além disso, nos últimos 13 anos, pelo menos 4.042 pessoas Trans e de gêneros diversos foram assassinadas entre janeiro de 2008 e setembro de 2021.

PROGRAMAÇÃO

26/01 | Show ‘Sextou com orgulho de ser quem sou’

➢ Apresentação de artistas LGBTQIA+ e sorteio de brindes, na Praça 8 de Março, em Vida Nova.

29/01 | 16h – Live da Visibilidade Trans – Memórias e Escrevivências pelo Departamento LGBT

➢ Momento de acolhimento, apresentação e explanação das convidadas;

➢ Homenagens a ativistas do Movimento Trans.

30/01 | 9h – Roda de conversa em promoção à saúde da população Trans

➢ Atividade presencial no Departamento LGBT, que fica localizado na Sede da SEPADHIR, no Shopping Passeio Norte, L2 sala 150.

31/01 | 16h – Live da Visibilidade Trans – Saúde Integral da População Trans pelo Departamento LGBT

➢ Momento de acolhimento, apresentação e explanação das convidadas.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todo o conteúdo deste portal é protegido por leis de direitos autorais. Para republicação ou uso, entre em contato com nossa equipe de suporte.