maio 22, 2019

970×90

Prefeitura de Lauro de Freitas publica edital para notificar proprietários de imóveis, que estão lançando esgoto no Rio Sapato; saiba mais

Prefeitura de Lauro de Freitas publica edital para notificar proprietários de imóveis, que estão lançando esgoto no Rio Sapato; saiba mais

A Prefeitura Municipal de Lauro de Freitas, através da Secretaria de Meio Ambiente, Saneamento e Recursos Hídricos (Semarh) está dando continuidade às ações de fiscalização, monitoramento e notificação dos imóveis que estão situados no entorno do Rio Sapato e ainda não apresentaram à Semarh seus sistemas de esgotamento sanitário. Na última terça-feira (12) foi publicado no Diário Oficial do município um Edital para notificação dos proprietários dos imóveis que estão sob suspeita de lançamento irregular de esgoto no Rio Sapato. O edital apresenta uma lista que identifica os imóveis e seus proprietários que terão o período de 25 de março de 2019 à 27 de março de 2019 de 9h às 16h para comparecer a um posto avançado da SEMARH que será instalado no Loteamento Jardim do Atlântico para atender a esta demanda.

Um Edital de notificação também será publicado para proprietários de imóveis nos bairros de Vilas do Atlântico e Ipitanga que também terão que atender ao chamamento da SEMARH. Após a coleta de todas as informações e dados, a SEMARH encaminhará um relatório ao Ministério Público Estadual em atendimento ao Termo de Ajustamento e Conduta 003.0.232455/2016 referente ao Rio Sapato.

Mas, não é de agora que a SEMARH vem dedicando esforços a este que é o Rio com maior trecho pertencente à Lauro de Freitas. Em agosto de 2017 um projeto de melhoria da qualidade da água do rio sapato numa cooperação técnica com a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) que faz a análise da água do rio e a AMBIEM que aplica a tecnologia EM1 no corpo hídrico, um processo que utiliza bactérias benéficas para reduzir os índices de efluentes no Rio Sapato. Desde então, a qualidade da água já é visível a olho nu, mas a gestão municipal vive este desafio de conscientizar os proprietários de imóveis que é necessário um sistema de tratamento sanitário para que a poluição no Rio Sapato seja cessada.

Além do projeto, a SEMARH também desenvolve ações de fiscalização educativas para minimizar as ações que geram poluição.

Compartilhe isso
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde
%d blogueiros gostam disto: