maio 11, 2021

970×90

Prefeitura dialoga com lideranças do Residencial Leila Diniz para desenvolvimento de ações na comunidade

Prefeitura dialoga com lideranças do Residencial Leila Diniz para desenvolvimento de ações na comunidade

Lideranças comunitárias do Residencial Leila Diniz (Parque São Paulo) e representantes de cinco secretarias da Prefeitura Municipal de Lauro de Freitas, dialogaram em reunião realizada nesta terça-feira (20), sobre ações que serão realizadas na localidade, voltadas à ampliação na prestação dos serviços nas áreas da saúde, serviços públicos e desenvolvimento social. A implementação de políticas públicas voltadas à juventude e promoção da igualdade racial também fez parte da pauta.

Liderança comunitária no residencial há 15 anos, Adriana Santos levou ao encontro as principais demandas da comunidade, reunidas em um documento entregue aos representantes da gestão municipal, assinado por ela e pela presidente da Posse de Conscientização e Expressão (PCE), Maristela Tourinho. Políticas para os mais de 280 jovens que moram no Leila Diniz, aumento no número de agentes de saúde e ações para o desenvolvimento social foram algumas das solicitações apresentadas.

“Por falta de oportunidades, nossos jovens acabam sendo atraídos para o tráfico de drogas, por isso um dos maiores problemas que temos enfrentado atualmente é o assassinato desse público, que precisa de políticas públicas específicas. Acreditamos que a presença constante de representantes da Prefeitura na comunidade é fundamental para o desenvolvimento de ações conjuntas, que podem servir de modelo para outras comunidades do município, ” ressaltou Adriana Santos.

Em fevereiro deste ano, a Secretaria Municipal da Juventude (SEJU), que contou com representantes na reunião desta terça-feira (20), iniciou pelo Residencial Leila Diniz o Programa Pega Visão, para promoção dos direitos da juventude e desenvolvimento de ações que possibilitem novas oportunidades e apoio educativo e profissional para este público. Com o agravamento da pandemia do coronavírus, o programa teve de suspender as atividades, que devem ser retomadas e ampliadas após a atual crise de saúde.

O encontro, promovido pela Secretaria Municipal de Políticas Afirmativas, Direitos Humanos e Promoção da Igualdade Racial (SEPADHIR), visa a realização de ações pela Prefeitura de forma transversal, conforme ressaltou o secretário Clóvis Santos Silva. “Assim que dialogamos com as lideranças do Leila Diniz na semana passada em reunião na SEPADHIR, entendemos a necessidade descentralizar as demandas para realização de um trabalho de transversalidade, para atender as solicitações com mais rapidez e eficácia”.

Ainda esta semana, de acordo com a Secretaria Municipal de Serviços Públicos (SESP), que enviou representante à reunião, agentes da secretaria vão realizar o levantamento dos serviços que terão de ser realizados no residencial. O secretário municipal da saúde, Augusto César, que também participou do encontro, já iniciou os encaminhamentos necessários para ampliar o número de agentes de saúde no residencial, que conta com mais de 300 apartamentos.

A partir das demandas apresentadas durante o encontro, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SEMDESC) vai realizar no Leila Diniz ações educativas e informativas, para que os moradores conheçam todos os serviços já disponibilizados pelo Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) que atende a localidade, como os Grupos de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, que desenvolve projetos voltados a crianças, jovens e idosos em situação de vulnerabilidade social, entre outros.

 

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde