outubro 26, 2020

970×90

Prefeitura entrega aparelhos auditivos para assistidos do SERA

Prefeitura entrega aparelhos auditivos para assistidos do SERA

Os sons da chuva, um talher que cai ao chão ou do telefone que toca não eram ouvidos por dona Maria Helena há quase quatro anos. A idosa de 62 anos, moradora de Portão, foi uma das três pacientes do Serviço Especializado de Reabilitação Auditiva (SERA) da Secretaria Municipal de Saúde (Sesa) que receberam, na manhã desta terça-feira (28), o aparelho auditivo e saíram da unidade escutando perfeitamente. 

Outros pacientes do serviço serão beneficiados com a aquisição do aparelho. Eles serão convocados gradativamente de acordo com as normas sanitárias vigentes para evitar aglomeração e contágio da Covid-19. No momento da adaptação são realizados ajustes específicos no aparelho, ou seja, de acordo com as demandas específicas do paciente. O usuário, também foi treinado sobre a melhor forma de utilizar, armazenar e higienizar os aparelhos.

“É algo tão pequeno o tamanho do aparelho propriamente, mas que muda completamente o sentido da vida”, disse a prefeita de Lauro de Freitas, que participou da entrega. 

Os relatos emocionados revelavam a dificuldade dos assistidos com a perda da audição, em se comunicar, especialmente neste período de pandemia do novo coronavírus. “Eu estava ficando depressiva porque não conseguia fazer a leitura labial por conta das máscaras e acabei me fechando em meu mundo. Esperei por este dia ansiosamente”, contou dona Helena com lágrimas nos olhos.

Para Ramiro Nascimento, de 73 anos, o sentimento é semelhante. “Eu perdi a audição por conta do trabalho na aviação, hoje escuto muito pouco. Sair daqui ouvindo perfeitamente é uma maravilha”, contou. 

A fonoaudióloga Elen Pereira explica que este é um Aparelho de Amplificação Sonora Individual (AASI) que amplia o som obtido do ambiente com a finalidade de ajudar as pessoas com perda auditiva a percebê-los.

“São os mais modernos e de alta tecnologia concedidos pelo SUS. As características eletroacústicas e tecnológicas destes dispositivos são baseadas nas necessidades individuais do usuário considerando aspectos norteadores, como o tipo, grau e configuração da perda auditiva bem como as necessidades não auditivas e de comunicação do indivíduo”, relatou. 

 

SERA

Por conta da pandemia do novo coronavírus as consultas presenciais no SERA estão suspensas, mas os pacientes são assistidos através de teleatendimentos com recursos visuais como as videochamadas. 

Em seu primeiro ano de reativação, o equipamento realizou 4.391 procedimentos, dentre consultas e exames diagnósticos e em seu segundo ano de janeiro a março 1.329 procedimentos. “Os agendamentos para os procedimentos voltarão a ser realizados pela Regulação assim que a pandemia for controlada”, informa a coordenadora da unidade Lea Mara. 

O SERA é mantido pela Prefeitura e funciona num espaço cedido pela Unime. O equipamento oferece serviços de audiometria comportamental infantil, audiometria tonal limiar, logoaudiometria, imitanciometria, Emissões Otoacústicas (EOA- Teste da Orelhinha), BERA/ PEATE (Potenciais Evocados Auditivos de Tronco Encefálico), pré-moldagem para confecção de moldes auriculares, Teste de Aparelho de Amplificação Sonora Individual (AASI),  Concessão de Prótese Auditiva (AASI), consulta otorrinolaringológica, terapia psicológica individual e em grupo, terapia de reabilitação auditiva de crianças e adultos e grupo de orientação a pais, usuários e profissionais da REDE.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde