setembro 26, 2021

970×90

Prefeitura pode cortar ponto de servidores que aderirem à greve geral

Prefeitura pode cortar ponto de servidores que aderirem à greve geral

A Prefeitura de Salvador vai analisar cada caso para decidir se irá cortar o ponto dos funcionários que aderirem ao movimento paredista previsto para esta sexta-feira (28).
Os movimentos sociais e as centrais sindicais convocaram uma greve geral nacional contra a reforma da Previdência e as mudanças na legislação trabalhista propostas pelo governo do presidente Michel Temer (PMDB).
De acordo com a assessoria de comunicação da administração municipal, a prefeitura funcionará normalmente, mas, como haverá paralisação dos ônibus, não poderá cortar o ponto dos servidores que não conseguir chegar ao local de trabalho.
Em São Paulo, o prefeito João Doria (PSDB) já disse que não irá cortar o ponto dos servidores. Para o tucano, as reformas são necessárias para a geração de empregos.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde