Prefeitura rebate Asprolf e nega suposto atraso de salário

 Prefeitura rebate Asprolf e nega suposto atraso de salário

A Prefeitura de Lauro de Freitas esclarece que diferentemente do que divulgado em alguns veículos de comunicação, o salário dos profissionais em educação não está em atraso. Nunca em três anos e sete meses a PMLF deixou de pagar a remuneração dos servidores fora dos prazos legais, ou seja, até o quinto dia útil. Mesmo com todo cenário financeiro delicado vivenciado pelo Governo Federal, Estadual e em diversos municípios do país. Quanto à questão do pagamento do 13º salário isso ocorrerá em conformidade com as legislações vigentes, sendo a primeira parcela em novembro e a última em dezembro. 

A Prefeitura considera incoerente a postura do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Lauro de Freitas (Asprolf), pois se são tão “legalistas” como é possível que os representantes desta categoria não entendam que tudo que é adotado pela PMLF é com base nas legislações vigentes. A Prefeitura lamenta essa situação desnecessária e alerta que os estudantes não podem ser penalizados por atitudes arbitrarias de um sindicato que tem livre acesso ao diálogo com a gestão e mesmo assim prefere criar situações de conflito. A manifestação é considerada meramente de cunho político, pois não existe outra explicação plausível.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todo o conteúdo deste portal é protegido por leis de direitos autorais. Para republicação ou uso, entre em contato com nossa equipe de suporte.