junho 26, 2019

970×90

PROCON de Lauro de Freitas inicia operação para período da Semana Santa e dá dicas aos consumidores; confira

PROCON de Lauro de Freitas inicia operação para período da Semana Santa e dá dicas aos consumidores; confira

Com a proximidade da Semana Santa e da Páscoa, que neste ano será no dia 19 de abril, o Procon Municipal de Lauro de Freitas, órgão vinculado a procuradoria Geral do Município (PGM), alerta os consumidores sobre cuidados que devem ser tomados com as compras de alimentos típicos, como os pescados e chocolates. Confira as dicas do Procon-LF:

 

1) Planejamento: Antes de ir às compras, faça uma lista do que deseja. Esteja ciente do quanto pode gastar sem prejudicar o orçamento, pois assim você evita comprar por impulso.

2) Pesquisa: Sempre que possível, compare preços em panfletos, anúncios, encartes publicitários e internet. Assim, o consumidor pode verificar quais preços são mais atrativos e, ainda, exigir o cumprimento da oferta, no caso de publicidade enganosa.

3) Armazenamento: Durante as compras, observe o local de armazenamento dos produtos e verifique a limpeza do ambiente. O chocolate, por exemplo, deve ficar longe de produtos de odor forte, especialmente os de limpeza, e de fontes de calor.

4) Embalagem: Leia cuidadosamente a embalagem. Elas devem conter, em linguagem clara, informações como peso, quantidade, composição e características do produto. Lembre-se sempre de verificar o prazo de validade. Não adquira produtos com rótulos danificados ou pouco legíveis.

5) Brinquedos: Quando houver brinquedos acompanhando o chocolate, a embalagem deve apresentar o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e identificação da faixa etária indicada.

6) Produtos diet e light: Redobre a atenção e verifique na embalagem se realmente possuem porções reduzidas de açúcar e energia.

7) Produtos artesanais: Solicite uma degustação do produto antes da compra. Os fornecedores de produtos artesanais devem seguir as mesmas regras de comercialização dos industrializados sendo, inclusive, obrigados a fornecer nota fiscal.

8) Importados: Devem apresentar informações sobre o produto em língua portuguesa, como identificação do fabricante/importador, país de origem, prazo de validade, composição, volume/quantidade, registro no órgão competente e outras informações obrigatórias.

9) Pescados: Antes de comprar, verifique se há espaço na sua geladeira/freezer para produtos que precisam de refrigeração. Observe atentamente as condições de armazenamento (evite pescados com cheiro forte, abdômen flácido, olhos murchos e sem brilho e guelras pálidas). Peixes frescos têm olhos brilhantes e cheios, aspecto firme, guelras vermelhas, escamas firmes e odor característico.

10) Pesagem: Deve ser feita na presença do consumidor, assim como o empacotamento do produto. No caso dos peixes frescos, caso deseje que seja embalado com gelo – para que fique protegido e preservado durante o trajeto para casa – fique atento para que o gelo não seja pesado junto com o peixe.

11) Congelados: Fique atento ao balcão refrigerado, que não deve apresentar poças de água, embalagens transpiradas ou com placas de gelo sobre a superfície. Produtos congelados não podem estar amolecidos ou com acúmulo de líquidos, sinal de que passaram por processo de descongelamento.

12) Pré-embalados: Ao comprar peixe pré-embalado, o consumidor pode solicitar a conferência do peso do produto. Lembre-se de que será importante considerar o peso líquido do pescado, além do peso da embalagem.

13) Enlatados e conservas: Não adquira produto com lata estufada, amassada ou com pontos de ferrugem; vidros com a tampa amassada/enferrujada ou com líquido turvo/espuma, pois a integridade do alimento pode estar comprometida

Compartilhe isso
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde
%d blogueiros gostam disto: