junho 12, 2021

970×90

Quali: investigado foi preso em Aracaju, onde participaria de licitação

A Operação Quali, deflagrada nesta segunda-feira (28) pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas do Ministério Público (Gaeco) prendeu temporariamente sete pessoas e um mandado ainda está em aberto. De acordo com Luciano Taques, chefe do Gaeco, seis prisões ocorreram em Salvador e um em Aracaju.
 
“O alvo estava até ontem em Salvador. Foi participar de uma licitação em Aracaju e acabou sendo preso na rodoviária de Aracaju”, afirmou. A operação também ocorreu na cidade de Lauro de Freitas, além de Salvador.
Os alvos da operação são empresas que atuam no ramo de impressos gráficos e que formaram cartel para vencerem licitações em órgãos públicos estaduais e municipais.
 
De acordo com as investigações, o grupo atua há anos na capital e no interior da Bahia e tem conseguido vencer licitações, com preços superfaturados, em diversos órgãos. O superfaturamento, aponta o Gaeco, gira em torno de 20% do valor do serviço, sendo que milhões de reais já foram desfalcados dos cofres públicos. (Bocaonews)
Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde