outubro 19, 2021

970×90

Quarentena faz crimes cibernéticos dispararem no Brasil; saiba como se precaver

Quarentena faz crimes cibernéticos dispararem no Brasil; saiba como se precaver

Um relatório divulgado pela Apura Cybersecurity Intelligence, empresa brasileira perita no desenvolvimento de produtos avançados e especializada em segurança da informação e defesa cibernética, revelou um aumento aproximado de 400% nos indícios de crimes eletrônicos e cibernéticos em sua plataforma em 2020.

Dados do Relatório Anual 2020 de Atividade Criminosa Online no Brasil, elaborado pela Axur – empresa especializada no monitoramento de crimes digitais -, o volume de ataques virtuais via phishing (fraudes de roubos de dados pessoais e financeiros de usuários) aumentou quase 100% no Brasil, saltando de 24.161 casos de phishing registrados em 2019, para 48.137 identificados em 2020.

Para o consultor empresarial Alex Cruz, existem características muito comuns à maioria dos golpes da internet: os golpistas sempre oferecem algum tipo de ‘vantagem’ para seduzir as vítimas, seja por preços de produtos mais baratos, crédito aprovado, juros baixos ou empréstimo fácil para negativados.

“As vítimas normalmente são consumidores, que estão passando por alguma dificuldade financeira, ou que querem ‘ganhar vantagens com pouco esforço’”, explica Alex Cruz, diretor da Cruz Consultoria, membro da Associação Brasileira de Consultores Empresariais (ABRACEM) e administrador de empresas.

Mesmo ciente dos cuidados necessários à sua proteção e a dos seus clientes, Alex Cruz recentemente ingressou à lista das vítimas de crimes virtuais. “Recentemente fui a vítima de um golpe na internet. Uma quadrilha criou um site oferecendo dinheiro emprestado para quem está negativado e com juros baixos, no site a pessoa coloca os dados, e eles entram em contato com as vítimas através de uma conta no WhatsApp usando meu nome e minha foto”, revela o consultor.

Orientando a população sobre como se precaver aos possíveis golpes, Alex destaca quatro cuidados que devem ser tomados antes de fechar um negócio ou adquirir um produto/serviço:

1. Desconfie das taxas ou tarifas antecipadas: nenhum banco ou financeira solicita qualquer dinheiro antecipado. As taxas são descontadas do valor do empréstimo. Quase 100% dos casos que pedem dinheiro antes é golpe. CUIDADO

2. Procure sempre sites de instituições conhecidas e consolidadas no mercado; não existe mágica, como uma empresa nova conseguirá oferecer condições bem melhores e sem burocracia concorrendo com grandes players do mercado?

3. Os aplicativos são mais seguros que sites: em alguns casos as quadrilhas clonam as páginas de alguns sites de bancos e financeiras para coletar as informações dos clientes. Usando o aplicativo a segurança é maior.

4. Evite passar ou colocar seus dados pessoais em fontes que não são seguras; qualquer pessoa hoje pode criar um site, não é porque achou um site na internet que você deve confiar, pesquise na própria internet a empresa, e pesquise com amigos e parentes se alguém de confiança já contratou aquele serviço.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde