maio 19, 2022

970×90

Redução de crimes contra a vida é resultado de trabalho integrado das polícias Civil e Militar da Bahia

Redução de crimes contra a vida é resultado de trabalho integrado das polícias Civil e Militar da Bahia
Os Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs) na Bahia tiveram redução de 23,7% no mês de janeiro de 2022, em comparação ao mesmo período do ano passado. Dados oficiais mostram que o número de mortes caiu de 510 para 389 casos, reflexo da integração entre as forças policiais, sob coordenação da Segurança Pública da Bahia. A diminuição foi registrada na capital, na Região Metropolitana de Salvador (RMS) e no interior do estado.
Para a delegada-geral da Polícia Civil da Bahia (PCBA), Heloísa Campos de Brito, as operações em conjunto são fundamentais. “Primeiro, temos a nossa coirmã, que é a Polícia Militar, que faz toda a parte repressiva, que está em campo no dia a dia. E, no caso da Polícia Civil, o trabalho junto com a inteligência traz para a gente um panorama mais específico, não somente de quem é o indivíduo que está cometendo delito, mas quem está por trás, quem está arquitetando, evitando que novos homicídios aconteçam nas áreas”, explica.
Em Salvador, os crimes de homicídio doloso, lesão corporal e latrocínio (roubo seguido de morte) tiveram uma redução de 11,6%. Foram 112 casos no primeiro mês de 2021, contra 99 de 2022. Já na Região Metropolitana de Salvador, caiu de 58 ocorrências computadas, em 2021, para 44; representando uma diminuição de 24,1%. No interior, o número de casos passou de 340 para 246, menos 27,6%.
O que impulsiona também esses dados positivos são as operações policiais feitas na capital e interior. A Polícia Militar (PMBA) tem, atualmente, 131 operações realizadas em todo o estado de forma rotineira e inovadora, de acordo com o comandante-geral da PM, coronel Paulo Coutinho. “A Polícia Militar tem feito, sobretudo, a inovação de grandes operações com objetivos de atender toda a malha estadual. E eu daria um exemplo específico da Operação Força Total, muito exitosa no último mês de janeiro, quando nós fizemos, somente de apreensão de 37 armas em um único dia. Para que vocês mensurem isso, nós temos uma média, em 2021, de apreensão de 12 armas por dia”.

A tendência de redução no CVLI segue desde o último trimestre do ano passado, quando houve a redução de 14,83%. De 1.487 em 2020, para 1.274, em 2021.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde