junho 12, 2021

970×90

Reforma administrativa deve gerar economia de R$ 50 milhões em Camaçari

A ordem em Camaçari é economizar. O novo prefeito, Antônio Elinaldo (DEM), determinou uma reforma administrativa que deve gerar economia aos cofres municipais de algo em torno dos R$ 50 milhões. Hoje o democrata apresentou a proposição, que será enviada pelo atual prefeito, Ademar Delgado (PCdoB), em regime de urgência à Câmara de Vereadores local. O número de secretarias da gestão cairá em 35%.

MUDANÇAS DAS PASTAS – As pastas da Mulher, Desenvolvimento e Turismo, Habitação, Relações Institucionais, Articulação com União e Estado, Ordem Publica, Cidsdania e Inclusão e a empresa pública de limpeza deixaria de existir. 

Pelo projeto de lei, a partir da posse do novo prefeito Camaçari terá as seguintes secretarias: Governo; Administração, (com o Instituto de Seguridade do Servidor Municipal); Fazenda; Educação; Saúde; Desenvolvimento Econômico; Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente; Desenvolvimento Social e Cidadania; Cultura; Esporte, Lazer, Juventude; Infraestrutura e Habitação; Agricultura e Pesca; Serviços Públicos (com a Empresa de Limpeza Pública de Camaçari e a Superintendência de Trânsito).

Segundo a futura administração da cidade, as funções destas pastas serão integradas às novas. A prefeitura pretende ainda diminuir o número de cargos comissionados em 50%. 

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde