outubro 27, 2020

970×90

Ronaldo Jacaré quebra tabu de brasileiros e nocauteia Chris Weidman no UFC 230

Ronaldo Jacaré quebra tabu de brasileiros e nocauteia Chris Weidman no UFC 230

Parecia uma sina. Ter Chris Weidman enfrentando lutadores brasileiros sempre foi sinônimo de tristeza para os fãs do país. Neste sábado, Ronaldo Jacaré pôs fim à supremacia do americano contra o Brasil. Depois de ter dificuldades no primeiro round, o manauara cresceu ao longo da luta e, no terceiro assalto, colocou um direto de direita certeiro para nocautear o All-American aos 2m46s de luta e reencontrar o caminho das vitórias.

Com o resultado, Jacaré se recupera do revés contra Kelvin Gastelum em maio e se coloca novamente perto de conseguir uma disputa de cinturão, após bater o número 3 do ranking dos pesos-médios (até 84kg). Weidman, por sua vez, perdeu pela quarta vez nas últimas cinco atuações.

– Amo Chris, ele é um cara legal e é um herói, uma grande pessoa. Estou orgulhoso e quero ser o melhor do mundo. Precisamos nos respeitar, eu e Chris temos muito respeito, mas dentro do octógono é guerra. Isso é MMA, eu confio nas minhas mãos e fiz meu melhor – afirmou Jacaré.

A luta

Lutador mais festejado da noite, o nova-iorquino foi o primeiro a agir ao conectar jab e direto. Jacaré dominava o centro do octógono, mas teve dificuldade para encontrar a distância nos primeiros momentos. A torcida gritava o nome do dono da casa, que balançou o rival com uma direita. O brasileiro respondeu com overhand de direita, mas não teve sequência. Com bons jabs, Weidman fez o nariz do oponente sangrar e passou a caminhar mais para a frente no fim do round. 

Ronaldo Jacaré aplica um chute alto em Chris Weidman no UFC 230 — Foto: Jason SilvaRonaldo Jacaré aplica um chute alto em Chris Weidman no UFC 230 — Foto: Jason Silva

Ronaldo Jacaré aplica um chute alto em Chris Weidman no UFC 230 — Foto: Jason Silva

Jacaré voltou com um potente chute na perna da frente do americano, mas pecava na movimentação de cabeça. Após receber mais alguns jabs, ele foi para a trocação franca e cresceu no combate. Sua direita passou a encontrar com mais frequência o rosto de Weidman, que absorvia e respondia com jabs e diretos. Variando mais os golpes, com ganchos na linha de cintura e overhands na cabeça, principalmente, Jacaré minava o rival. Após tentar um chute alto, Weidman o desequilibrou, foi para cima, mas o brasileiro ficou de pé, com as costas na grade. O All-American insistiu na pegada, derrubou, mas quase levou a pior após uma bela transição de Jacaré, que o obrigou a se levantar. 

Chris Weidman fica desloado após ser nocauteado por Ronaldo Jacaré no UFC 230 — Foto: Jason SilvaChris Weidman fica desloado após ser nocauteado por Ronaldo Jacaré no UFC 230 — Foto: Jason Silva

Chris Weidman fica desloado após ser nocauteado por Ronaldo Jacaré no UFC 230 — Foto: Jason Silva

O ritmo se manteve no início do último round e, na troca franca de golpes, Jacaré colocou duas direitas poderosas. Weidman dominava o centro do octógono e voltou a apostar com mais frequência nos jabs, que castigava, o nariz do brasileiro, mas Jacaré não deixou o americano crescer muito na luta e partiu para cima. Um direto de direita entrou na cabeça de Weidman, que desabou. O brasileiro esperou o árbitro interromper, ainda viu o americano segurar sua perna e, sem ação do juiz, aplicou alguns socos na cabeça até que sua vitória fosse decretada. Fim do tabu para o Brasil.

Jared Cannonier surpreende e nocauteia David Branch

Azarão na luta contra o experiente David Branch, o peso-médio Jared Cannonier surpreendeu e conseguiu uma vitória por nocaute técnico aos 29s do segundo round em sua estreia na categoria após descer do peso-meio-pesado. Vindo de duas derrotas seguidas, Cannonier chegou à 11ª vitória em 15 lutas na carreira. Já David Branch sofreu apenas a quinta derrota em 27 lutas na carreira. 

Jared Cannonier (dir.) surpreendeu e nocauteou David Branch no UFC 230 — Foto: Jason SilvaJared Cannonier (dir.) surpreendeu e nocauteou David Branch no UFC 230 — Foto: Jason Silva

Jared Cannonier (dir.) surpreendeu e nocauteou David Branch no UFC 230 — Foto: Jason Silva

No segundo round, após buscar novamente a luta agarrada desde o início, David Branch foi surpreendido com um golpe de direita de Jared Cannonier, sofrendo o knockdown. Abalada no chão, Branch viu o rival ir para cima, e tentou se defender dos golpes seguidos no chão, mas não conseguiu, obrigando o árbitro a decretar o fim da luta.

Karl Roberson vence “monólogo” contra Jack Marshman

Em praticamente um monólogo, o peso-médio Karl Roberson dominou completamente a luta contra o galês Jack Marshman, vencendo por decisão unânime dos juízes sem muita dificuldade (30-26, 30-26 e 30-27). Vindo de derrota para o brasileiro Cezar Mutante, o americano chegou à sétima vitória em oito lutas na carreira. Já Marshman sofreu a segunda derrota consecutiva. 

Karl Roberson (dir.) dominou a luta contra Jack Marshman no UFC 230 — Foto: Jason SilvaKarl Roberson (dir.) dominou a luta contra Jack Marshman no UFC 230 — Foto: Jason Silva

Karl Roberson (dir.) dominou a luta contra Jack Marshman no UFC 230 — Foto: Jason Silva

A luta começou com Roberson tomando a iniciativa da luta, conectando dois bons golpes em Marshman, que se defendia e tentava encurtar a distância para buscar a luta agarrada. O americano aparentava estar em melhor forma física e variava seus golpes entre socos e chutes baixos, além de mostrar uma esquiva muito eficiente. Atacando com volume e velocidade, trocando a base constantemente, Roberson dominava as ações e forçava o galês a recuar e se movimentar, limitando suas ações.

No terceiro round, com a luta sob controle, Karl Roberson mantinha a base de canhoto, e encaixava golpes seguidos no rosto de Jack Marshman, que absorvia, mas não tinha mais a iniciativa do round anterior. A dois minutos do fim da luta, o americano levou a luta para o chão, ficando por cima junto à grade e buscando o ataque ao braço do galês, que se defendia. Montado em Marshman, o Roberson controlava o combate, segurando a luta até o fim.

Israel Adesanya nocauteia Derek Brunson e segue invicto

Na luta que abriu o card principal do UFC 230, o peso-médio nigeriano Israel Adesanya venceu o americano Derek Brunson por nocaute técnico aos 4m51s do primeiro round após passar o primeiro round quase inteiro sendo travado por Brunson. Adesanya chega a 15 vitórias em 15 lutas como profissional, enquanto Derek Brunson sofreu a sétima derrota em 25 combates como profissional. 

Israel Adesanya nocauteou Derek Brunson no primeiro round do UFC 230 — Foto: Jason SilvaIsrael Adesanya nocauteou Derek Brunson no primeiro round do UFC 230 — Foto: Jason Silva

Israel Adesanya nocauteou Derek Brunson no primeiro round do UFC 230 — Foto: Jason Silva

No minuto final do round, após se livrar novamente de Brunson, Adesanya abriu o seu leque de golpes: primeiro uma joelhada de encontro, depois uma combinação de soco e chute de direita, e finalizou a disputa com mais um chute na cabeça do americano, que sofreu três knockdowns antes de ver o árbitro interromper o combate.

Confira os resultados do evento:

CARD PRINCIPAL
Daniel Cormier venceu Derrick Lewis por finalização aos 2m14s do R2
Ronaldo Jacaré venceu Chris Weidman por nocaute técnico aos 2m46s do R3
Jared Cannonier venceu David Branch por nocaute técnico aos 29s do R2
Karl Roberson venceu Jack Marshman por decisão unânime (30-26, 30-26 e 30-27)
Israel Adesanya venceu Derek Brunson por nocaute técnico aos 4m51s do R1
CARD PRELIMINAR
Jordan Rinaldi venceu Jason Knight por decisão unânime (30-27, 30-25 e 30-26)
Sijara Eubanks venceu Roxanne Modafferi por decisão unânime (triplo 30-27)
Sheymon Moraes venceu Julio Arce por decisão dividida (29-28, 28-29 e 30-26)
Lyman Good venceu Ben Saunders por nocaute a 1m32s do R1
Matt Frevola x Lando Vannata foi julgada empate majoritário (29-28 Frevola, 28-28 e 28-28)
Shane Burgos venceu Kurt Holobaugh por finalização a 2m11s do R1
Marcos Pezão venceu Adam Wieczorek por decisão unânime (triplo 30-27)

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde