outubro 19, 2019

970×90

Secretário de estado discute rumos da Educação no país com secretários estaduais em Goiânia

Secretário de estado discute rumos da Educação no país com secretários estaduais em Goiânia

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, participou, nesta quinta-feira (19), em Goiânia/GO, da terceira reunião ordinária do Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED), que contou, na abertura, com a presença do governador de Goiás, Ronaldo Caiado. O objetivo do encontro foi discutir uma agenda comum de aprendizagem, puxando para temas de interesse da Educação em todo o país. Tanto é que na primeira parte do evento foi realizado um painel com o tema “O papel dos entes federados no cenário nacional”, que contou com a participação do professor Luiz Antônio Lozi, ex-secretário executivo do Ministério da Educação (MEC); do jornalista Antônio Goes; e do cientista social Carlos Melo. Em seguida os secretários iniciaram as discussões sobre os avanços e desafios da educação brasileira.

Entre as questões abordadas no encontro, destacam-se a implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e a construção dos currículos do Novo Ensino Médio. Também foi retomada a discussão sobre a reestruturação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB). Os secretários estaduais construíram sugestões para entregar aos relatores das propostas de emenda à constituição que tramitam no Congresso Nacional sobre o FUNDEB. Dois consensos já existentes são o caráter permanente que o fundo deve adquirir e a complementação de 40% da União.

O secretário Jerônimo Rodrigues falou sobre a importância desta agenda do CONSED. “Acho fundamental esta persistência nossa em estar se encontrando periodicamente para fazer um balanço dos grupos de trabalho que o CONDED criou e que vêm construindo propostas dos diversos temas. Neste encontro teve um momento especial com três especialistas que nos trouxeram um espaço de provocação sobre o quadro da conjuntura política nacional”, afirmou.

Neste contexto, Jerônimo destacou como fundamental o alinhamento entre os secretários para encaminhamentos conjuntos junto ao Governo Federal. “ O CONSED não tem um partido e não pode ter, mas discutimos as políticas de Educação. O Governo Federa ainda não apresentou sua posição sobre políticas públicas educacionais de forma mais delineada. Por isso, precisamos enfrentar a situação do debate com o Governo Federal, não no sentido partidarizado, mas conscientes de que já apresentamos uma pauta desde o início do ano e não obtivemos respostas claras. E estas informações são fundamentais para que possamos, inclusive, dialogar dentro do nosso Estado com a UNDIME (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação)”, afirmou.

Para a presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED) e secretária de Educação do Mato Grosso do Sul, Cecília Motta, o maior desafio deste ano e dos próximos é a adequação dos currículos do novo Ensino Médio, que passou a ser por área de conhecimento. “Considero ser a maneira correta, mas é uma novidade e nós vamos ter que aprender a fazer isso. Esse novo modelo permitirá ao aluno terminar esse nível de ensino já profissionalizado; isso é maravilhoso para o Brasil, mas desafiador para nós, professores”.

A secretária Fátima Gavioli, de Goiânia, disse que os desafios da educação brasileira são bastante parecidos para todos os Estados, apesar das realidades distintas e falou em esperança. “O momento é muito parecido, mas eu enxergo grandes possibilidades de virarmos esta página com sucesso, de forma a deixar como legado uma educação que prepare, de fato, nossas crianças e nossos jovens para este mundo tão competitivo”.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde
%d blogueiros gostam disto: