julho 23, 2019

970×90

Sem nenhum patrocínio, prefeitura de Feira gastará R$ 2,5 milhões com artistas em Micareta

Sem nenhum patrocínio, prefeitura de Feira gastará R$ 2,5 milhões com artistas em Micareta

A prefeitura de Feira de Santana gastará R$ 2,5 milhões com 80 atrações que vão se apresentar desta quinta-feira (25) a domingo (28) na tradicional Micareta da cidade. Este ano a administração municipal perdeu o patrocínio da cervejaria Ambev, que despejaria mais de R$ 3 milhões na estrutura da festa.   

Sem o montante da iniciativa privada, a Micareta de Feira será custeada com dinheiro do próprio município. A prefeitura chegou a abrir licitação para contratar uma produtora que fizesse a captação de recursos para Micareta, mas não houve nenhum interessa e a licitação deu por deserta.

“Zero de patrocínio, está uma retração forte. Até blocos e camarotes estão sentindo isso […] a cervejaria disse que teve corte brusco de patrocínio em 2019, não é nada contra a micareta de Feira. A micareta é a última das destas populares da Bahia, vem o verão todo, o Carnaval de Salvador e depois a Micareta”, disse o secretário de Cultura de Feira, Edson Borges.

“Tentamos via Lei Rouanet, mas não conseguimos. O nosso projeto é de R$ 5 milhões, mas queríamos R$ 1 milhão. Mas não prejudica em nada o brilho da festa”, acrescentou.
Além dos R$ 2,5 milhões pagos a artistas, o secretário não soube informar o volume que será gasto na estrutura da festa.

Segundo ele, as empresas OJO e Sol de Verão ganharam licitação para montagem de estruturas de palcos, camarotes institucionais [PM, Polícia Civil, Exército, Prefeitura, Câmara de Vereadores) e as plataformas onde vão trabalhar policiais militares, mas disse não saber do custo nos cofres de Feira. Também não detalhou valores que serão gastos com trios elétricos.

Há expectativa, conforme o secretário Edson Borges, que 150 mil pessoas circulem pela cidade nos primeiros dias da Micareta. No sábado e domingo, a circulação deve subir para 200 mil pessoas por dia. 
“O turista é da macrorregião, vem pouquíssimas pessoas de outros estados vizinhos”, comentou Borges.
Os custos com a montagem da unidade de saúde e equipamentos que serão utilizados também não foram informados. 

Segundo coordenadora de Saúde da Micareta, Joana Queiroz, a prefeitura contratou, a partir de licitação, uma empresa responsável pela montagem de uma unidade de atendimento médico que funcionará entre as avenidas João Durval e Presidente Dutra. Ela não soube detalhar o nome da empresa e o valor empenhado. 

Joana Queiroz pontuou que agentes de endemias trabalham há 15 dias no percurso da Micareta verificando acumulo de lixo e água parada que podem ser focos para proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue e de outras arboviroses.

Até o fechamento da matéria, a reportagem não conseguiu falar com o setor de Licitação da prefeitura. As ligações para o prefeito Colbert Martins não foram atendidas.

Bnews

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde
%d blogueiros gostam disto: