dezembro 02, 2021

970×90

Sem passagens pela polícia, maqueiro confessa que matou PM em São Gonçalo

Alexandre dos Santos, 29 anos, foi preso após confessar que matou um Policial Militar, no bairro de São Gonçalo, em Salvador. O crime aconteceu na última terça-feira (18), mas ele só confessou na sexta-feira (21) e foi apresentado na tarde desta segunda-feira (24), no auditório do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). 
 
Além de confessar o crime três dias depois, o acusado levou os policiais até o local onde a arma estava escondida: em um terreno baldio próximo à sua casa. 
 
Em coletiva de imprensa nesta tarde (24), o delegado titular da Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM), Odair Carneiro relatou que na noite do crime, o policial estava saindo de uma festa no Bairro da Mata Escura, por volta das 23h, quando o pneu do carro furou na região de São Gonçalo. “Por conhecer mais ou menos a área, ele resolveu entrar no bairro, onde conhecia uma borracharia 24h. Depois disso, ele se perdeu e acabou parando numa rua sem saída”.
 
Ainda conforme Carneiro, “Xande”, como também é conhecido, contou em depoimento na delegacia que achou que o policial fosse um suspeito criminoso e, por ter visto volume de arma na cintura do oficial, ele o abordou, pegou o revólver calibre 38 do policial e o atingiu com um tiro na nádega. A bala atravessou a perna e perfurou o femoral do soldado, que não teve tempo para reagir.
 
 
“Alexandre não tinha passagens pela polícia, trabalhava como maqueiro no Hospital Otávio Mangabeira e mototaxista no seu bairro nas horas vagas”, disse Odair Carneiro ao descrever o perfil do autor do crime.
 
 
Esteve presente também na coletiva o subcomandante Gildon Fontes, do Comando de Policiamento Regional da Capital (CPRC/Central) e lotado na 23ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), do bairro de Tancredo Neves e que cobre a região de São Gonçalo. 
 
Ele detalhou as diligências que foram feitas pela união entre a Polícia Militar e Civil durante esta semana para encontrar o autor do crime e falou sobre o resgate do policial.  “A polícia foi acionada e ele foi socorrido ao Hospital Hernesto Simões Filho, por policiais da 23ª CIPM, mas não resistiu aos ferimentos e morreu por volta de 3h da manhã da quarta-feira (19) ”, lamentou. 
 
Daniel Santana de Alcântara, 38 anos, é mais um policial morto só este ano, na Bahia. De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública (SPP-BA), 20 policiais já foram mortos, entre eles, 18 eram militares e quinze desses casos já foram elucidados. Em salvador, nove oficiais morreram e desses, oito foram elucidados. De acordo com Gildon Fontes, Daniel pertencia ao 18º Batalhão de Polícia Militar, com sede no Pelourinho. 
 
Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde