julho 03, 2022

970×90

Semana da Diversidade: roda de conversa com estudantes de Lauro de Freitas debate orientação sexual e identidade de gênero

Semana da Diversidade: roda de conversa com estudantes de Lauro de Freitas debate orientação sexual e identidade de gênero

Para entender as formas como o ser humano se relaciona em sociedade, os conceitos de orientação sexual, identidade e expressão de gênero estiveram no centro de debate da roda de conversa “Educar na e para a Diversidade”, realizada nesta quinta-feira (19), no Colégio Estadual Americo Simas, pelo Departamento LGBT da Prefeitura de Lauro de Freitas. O encontro da gestão municipal com estudantes do ensino médio faz parte da programação da Semana da Diversidade, que este ano traz o tema “Lauro da Diversidade: o amor vencerá o ódio”.

A roda de conversa “Educar na e para a Diversidade” ocorreu nos dois turnos da escola. O Departamento LGBT, que é vinculado à Secretaria Municipal de Políticas Afirmativas, Direitos Humanos e Promoção da Igualdade Racial (SEPADHIR), ainda abordou no debate a forma pela qual o racismo, o machismo, o patriarcado e outras opressões influenciam nos sistemas discriminatórios e preconceituosos contra a comunidade LGBTQIA+.

Com uma linguagem atual e uma didática que atraiu a atenção dos estudantes, Erica Capinan, palestrante e diretora do Departamento LGBT, facilitou a compreensão do tema: educação para as relações de gênero e identidade. “Estamos em um mundo em transformação e a escola precisa acompanhar as mudanças. Trabalhar a temática da diversidade LGBTQIA+ neste espaço é mostrar que a escola é viva e feita de pessoas em suas várias nuances. A ideia é que o conteúdo ultrapasse os muros da escola e os estudantes levem o conhecimento para seus espaços de convivência”, pontuou.

A roda de conversa possibilitou, por exemplo, que a jovem Letícia Bittencourt tirasse a dúvida sobre bissexualidade e pansexualidade. “Agora eu entendi que a pessoa bissexual se interessa pelo gênero masculino e feminino, e a pansexual fica com todas as pessoas em geral. Mas o que mais me chamou a atenção foi o fato de aqui no debate ter sido abordado outros tipos de preconceitos, como o machismo, a gordofobia e o sexismo”, relatou a aluna do 2ª ano.

Para o estudante Kaua Soares, 2º ano, o debate ampliou suas concepções sobre o que é a diversidade na comunidade LGBTQIA+. “Esse tema acaba que não é muito debatido e eu acho interessante que ocorra em toda a escola, porque ainda convivemos com muito preconceito dentro da própria escola. Falar da diversidade ajuda até as pessoas a perderem o medo de dizerem quem realmente são”, refletiu.

Programação

A próxima roda de conversa com a temática “Educar na e para a Diversidade” será realizada no Colégio Estadual Bartolomeu de Gusmão, no dia 25/05. Mas antes dessa data, ainda acontece o encontro de mulheres LBTs, no dia 20/05, no Centro de Referência Lélia Gonzales, em Vilas do Atlântico. Na Semana da Diversidade, iniciada no dia 16/05, o Departamento LGBT já promoveu lives nas redes sociais, com temas que debateram as vivências de mulheres trans, homofobia religiosa, além de uma ação realizada no Terreiro Oyá Matambá.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde