janeiro 17, 2022

970×90

Sociedade Brasileira de Pediatria rebate tese do governo sobre vacinação infantil

Sociedade Brasileira de Pediatria rebate tese do governo sobre vacinação infantil

Por meio de um manifesto, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) rebateu a tese do governo federal, que não vê urgência para a vacinação de crianças contra a Covid-19 no país.

O presidente Jair Bolsonaro se posicionou contrário à imunização do público entre 5 e 11 anos e o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, chegou a dizer que “os óbitos de crianças estão absolutamente dentro de um patamar que não implica decisões emergenciais”.

A SBP, no entanto, afirma que “o número de hospitalizações e de mortes motivadas pela Covid-19 na população pediátrica, de forma geral, incluindo o grupo de crianças de 5 a 11 anos, não está em patamares aceitáveis” e assinala que “infelizmente, as taxas de mortalidade e de letalidade em crianças no Brasil estão entre as mais altas do mundo”.

A Sociedade Brasileira de Pediatria pontua ainda que mais de 2,5 mil crianças e adolescentes de zero a 19 anos morreram por Covid-19 no país e que destas, mais de 300 tinha entre 5 e 11 anos.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde