outubro 25, 2021

970×90

Suspeito de matar companheira espancada se apresenta na DHPP e nega crime

Suspeito de matar companheira espancada se apresenta na DHPP e nega crime

Na manhã de ontem (27-), Ivan Meireles da Silva, 39 anos, compareceu na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no Complexo de Delegacias do Sobradinho, em Feira de Santana, para se apresentar ao delegado Gustavo Coutinho, titular da DHPP. Ivan é acusado de espancar até a morte, a dona de casa Edna Pereira das Mercês, 38 anos, no último domingo (24).

Ivan alegou para o delegado Gustavo Coutinho, titular da DHPP, que a companheira era alcoólatra e durante uma discussão, tentou tomar uma garrafa que Edna segurava, quando ela caiu e bateu a cabeça, na quina da mesa, sendo socorrida para o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), onde não resistiu.

Durante entrevista, Ivan também alegou que tentou tomar uma garrafa de bebida das mãos da vitima. “Rapaz, tudo isso, porque, ela era alcoólatra, eu fui tentar pegar a bebida na mão dela, que não queria deixar. Eu segurei, ela tropeçou, caiu e bateu a cabeça. Peguei um gelo, passei no rosto dela e fomos dormir. Eu prestei socorro, mas não parecia que a situação iria se agravar”, contou o suspeito…

O delegado Gustavo Coutinho informou que o caso está apurado, porém até o momento não indícios de espancamento. “Até o momento apuramos que foi um acidente. Ouvimos vizinhos e familiares da vitima que nos informaram. O casal convivia há 11 anos e não houve nenhum registro de queixa contra o marido na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM). Más, as investigações continuam até a conclusão do inquérito policial”, informou o delegado.

O suspeito, após ser ouvido foi liberado.

Filha da Vitima Contesta

Maiana das Mercês Santos, 22 anos, filha da dona de casa, Edna Pereira das Mercês, contou para reportagem que Ivan espancava a sua mãe constantemente. “Ele manteve minha mãe em cárcere privado, na residência, pois, ela era espancada todo esse tempo, sendo que, o mais grave foi agora. Ele bateu nela desde terça-feira (19) ele batia, maltratava, manteve em cárcere privado e quando ele viu que ela estava morrendo, não fez mais nada”.

“Ela chegava corrida na casa de minha avó e ele ia buscar frenquentemente. Tenho certeza que minha mãe mentiu para família, quando teria dito que tinha dado queixa na Delegacia da Mulher contra ele. A gente sabia das agressões dávamos conselhos para ela e não adiantou. chegaram a ficar cinco anos separados, mas depois reataram o relacionamento. Ela voltou para ele do mesmo jeito”, Finalizou.

O Crime

Edna Pereira das Mercês, 38 anos, que residia na Rua Sena, no bairro Conceição II, morreu na tarde de domingo (24-07-16), no Hospital Geral Cleriston Andrade (HGCA), em Feira de Santana, vitima de espancamento.

Segundo informações da polícia, Edna foi espancada pelo companheiro identificado apenas pelo prenome de Ivan, na manhã de domingo, por volta de 10 horas. A vitima foi socorrida por familiares, enquanto o covarde fugiu tomando rumo ignorado. Por volta das 15h:30, Ela não resistiu e morreu.

Este crime já está sendo investigada pelo Serviço de Investigação da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP). O corpo de Edna foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) e feito a necropsia. Com informações Folha do Estado.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde