agosto 03, 2021

970×90

Suspeito de participar de licitações fraudadas em pelo menos dois municípios baianos é preso

Uma ação conjunta levou à prisão preventiva de André Luis Costa Donato, pelos crimes de fraude em licitação e contribuição para o desvio de verbas da saúde no município de Palmas do Monte Alto, 865 km de Salvador. De acordo com o MPF (Ministério Público Federal), Donato é ex-Secretário Municipal de Administração de Guanambi, na mesma região, e atualmente ocupa o cargo de assessor parlamentar na Câmara dos Deputados.

Segundo as informações, A prisão preventiva foi decretada porque a Justiça Federal considerou que, se o homem continuar em liberdade provavelmente irá continuar fazendo contratos fraudulentos. Investigações apontam ainda que o homem também mantém contrato supostamente fraudulento com a prefeitura do município baiano de Pindaí, 726 km da capital baiana, para a prestação do serviço de transporte escolar.

Além da prisão, foram cumpridos mandados de busca e apreensão na residência de Donato e também na residência de Valdete Rosa Martins Prado, sócia da Limpel Comércio e Representações. O MPF disse que a empresa foi contratada para fornecer materiais e equipamentos para Postos de Saúde da Família em Palmas de Monte Alto, no ano de 2008, após licitação fraudada. O esquema foi descoberto pela CGU (Controladoria Geral da União) e investigado pela PF (polícia Federal).

André Donato teria sido o responsável pela reunião da documentação para a montagem da licitação. Na ação penal, além de Donato e Valdete, o ex-prefeito de Palmas de Monte Alto, Manoel Rubens Vicente da Cruz, e mais cinco servidores municipais também são réus.

André Donato já foi condenado pela Justiça Federal em Guanambi em outras duas ações penais. Uma delas, inclusive, por formação de quadrilha voltada para a prática de fraudes a licitações.

 

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde