outubro 27, 2021

970×90

Traficante é preso pela terceira vez após ter direito a responder em liberdade

Traficante é preso pela terceira vez após ter direito a responder em liberdade


Foi preso nesta segunda-feira (20) pela terceira vez cometendo crime de tráfico de drogas, na Rua do Paraíso, no bairro de São Caetano, em Salvador, o acusado identificado como Alírio Ferreira Alcântara, que teve o direito de responder em liberdade pela mesma infração, cometida no dia 10 de junho, concedido pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), através de audiência de custódia realizada 13 horas após a informação da prisão a justiça, quando também foi determinada a fiscalização eletrônica do acusado com tornozeleira eletrônica. Segundo o comando da 9ª CIPM, ao ser preso nesta segunda, Alírio não estava usando a tornozeleira eletrônica. 

Foi preso nesta segunda-feira (20) pela terceira vez cometendo crime de tráfico de drogas, na Rua do Paraíso, no bairro de São Caetano, em Salvador, o acusado identificado como Alírio Ferreira Alcântara, que teve o direito de responder em liberdade pela mesma infração, cometida no dia 10 de junho, concedido pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), através de audiência de custódia realizada 13 horas após a informação da prisão a justiça, quando também foi determinada a fiscalização eletrônica do acusado com tornozeleira eletrônica. Segundo o comando da 9ª CIPM, ao ser preso nesta segunda, Alírio não estava usando a tornozeleira eletrônica. 
A segunda prisão de Alírio, ocorrida no dia 10 deste mês e registrada na 4ª Delegacia Territorial (DT), do mesmo bairro, foi realizada por policiais militares da 9ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), que relataram que Alírio traficava na frente de um complexo de escolas do bairro. O terceiro flagrante, já depois da audiência de custódia, foi realizado também pela equipe da 9ª CIPM e autuado novamente na 4ª DT.

Na segunda-feira (20), os policiais apreenderam com Alírio, 13 porções de maconha e 33 porções de cocaína, sem informação do peso; além de dois aparelhos celulares e R$ 260 reais em espécie. O acusado foi apresentado com os materiais na Central de Flagrantes. A reportagem do Bocão News solicitou a assessoria de comunicação do TJ-BA, posicionamento sobre o desdobramento do processo de Alírio, com a nova ocorrência. O órgão irá apurar e enviará uma resposta, assim que concluir. 

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde