novembro 23, 2020

970×90

Três brasileiras são achadas mortas em cidade de Portugal

Três brasileiras são achadas mortas em cidade de Portugal
Três brasileiras desaparecidas desde janeiro foram encontradas mortas pela polícia de Portugal em Cascais, cidade a 25 quilômetros de Lisboa. As informações são do jornal português “Diário de Notícias”. 
 
Os corpos de Michelle Santana Ferreira, 28 anos, Lidiana Neves Santana, 16 anos e Thayane Mendes Dias, 21 anos, foram encontrados nesta sexta (26) à tarde dentro de um tanque em um hotel para cães e gatos. Michelle estava grávida de três meses, segundo a polícia portuguesa. 
 
A Polícia Judiciária de Portugal descobriu os corpos após a confissão do principal suspeito do crime, Dinai Alves Gomes, namorado de Michelle, que era funcionário do hotel de animais e voltou ao Brasil dias após o desaparecimento das mulheres. Ele está no Brasil sob custódia da Polícia Federal. 
 
O motivo do crime é desconhecido, mas amigos das vítimas dizem que Gomes era violento com a namorada. 
 
Em outubro do ano passado, Michelle foi alvo de uma agressão na rua, sem ter tido nada levado. Ela também teve documentos roubados de seu apartamento. 
 
Gomes havia dito à família de Michelle que ela e as duas amigas teriam ido para Londres para trabalhar e estudar. Ele afirmou ainda que ela não queria ser encontrada pela ex-patroa, para quem trabalhava como empregada doméstica e, por isso, havia apagado seu perfil no Facebook. 
 
A família desconfiou da explicação. Além disso, a Interpol disse não haver qualquer registro da saída das jovens de Portugal ou de sua entrada no Reino Unido. 
 
Michelle e Lidiana eram irmãs, nascidas na cidade de Campanário, em Minas Gerais. Thayane era do Espírito Santo, assim como Gomes. 
 
Segundo o jornal português “Público”, Michelle chegou a Portugal há oito anos. No final do ano passado, Lidiana, sua irmã mais nova, se juntou a ela.
Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde