maio 11, 2021

970×90

Tuberculose: especialistas da Prefeitura alertam para cuidados na pandemia

Tuberculose: especialistas da Prefeitura alertam para cuidados na pandemia

Febre, tosse seca, perda de peso, falta de apetite e cansaço. Esses são sintomas semelhantes ao da Covid-19, mas também podem ser diagnosticados para tuberculose. Em Lauro de Freitas, Itinga é o bairro com maior número de acometidos pela doença bacteriana, com 25 casos registrados em 2020. A patologia tem maior incidência no município em pessoas pardas, do sexo masculino e com idade entre 35 a 49 anos.

De acordo com o coordenador da Vigilância Epidemiológica da secretaria municipal de Saúde e enfermeiro, Daniel Assis, atualmente 42 pessoas estão em tratamento da tuberculose em Lauro. O município oferece a estes pacientes o suporte necessário com tratamento, consulta e exames com médicos especialistas.

“No Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), localizado na Avenida Bispo Renato Cunha, funciona a referência para o tratamento da tuberculose. No local são oferecidas consultas com médico tisiologista, medicação gratuita disponibilizada pelo SUS e encaminhamento para exames”, contou.

O médico tisiologista Rômulo José Barbosa, explica que a tuberculose é uma doença bacteriana infecciosa que afeta principalmente os pulmões e pode ser grave se não for cuidada a tempo.

“As bactérias que causam a tuberculose são espalhadas facilmente quando uma pessoa infectada tosse ou espirra. Os pacientes portadores de tuberculose, assim como todos os pacientes portadores de doenças consumptivas, como HIV, bem como os portadores de doença crônica, como hipertensão arterial e diabetes tem comprometida sua imunidade, tornando-se assim um grupo de risco associado ao Covid- 19″, alertou.

Em Lauro de Freitas, além do atendimento referência no CTA, mais 16 Unidades de Saúde de Família (USF), espalhadas pelo município, também oferecem atendimento e tratamento para a doença. “É fundamental que o paciente procure a USF mais próxima de sua residência em caso de suspeita, no equipamento ele será triado e encaminhado para exames de rastreio. Em caso de confirmação, ele realizará o tratamento lá mesmo”, explica Daniel.

Desde o início da pandemia do coronavírus até o momento, o município não registrou nenhum óbito de pacientes da tuberculose devido à associação por infecção da Covid-19. No ano passado, 13 pessoas foram curadas da doença. Para o êxito do tratamentoé importante que o paciente tome os medicamentos de forma regular e pelo tempo previsto (mínimo de 06 meses). Com aproximadamente 15 dias de tratamento, a transmissão da bactéria do indivíduo doente para outras pessoas é interrompida, evitando novos casos da doença.

O Sistema de Informação de Agravos de Notificação – (Sinan), registrou em 2020 que cerca de 8,47% dos pacientes de tuberculose em Lauro de Freitas abandonaram o tratamento. “Logo nas primeiras semanas do tratamento, o paciente se sente melhor e, por isso, precisa ser orientado pelo profissional de saúde a realizar o tratamento até o final, independentemente da melhora dos sintomas. É importante lembrar que o tratamento irregular pode complicar a doença e resultar no desenvolvimento de tuberculose drogarresistente-TBDR“, frisou Daniel.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde