novembro 24, 2020

970×90

Vacina de Oxford contra Covid-19 testada em Salvador pode ter registro liberado em junho de 2021

Vacina de Oxford contra Covid-19 testada em Salvador pode ter registro liberado em junho de 2021

A vacina contra a Covid-19, desenvolvida pela Universidade de Oxford, do Reino Unido, e testada em Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro, poderá ter o registro liberado em junho de 2021, de acordo com Soraia Smaili, reitora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), em entrevista à GloboNews.

“Com a quantidade de pessoas que estão recebendo a vacina no mundo, é possível que tenhamos resultados promissores no início do ano que vem e o registro em junho”, afirma Soraia Smaili, reitora da Unifesp.

Ao todo, 50 mil pessoas participam dos testes em todo o mundo, 10% delas no Brasil: 2 mil em São Paulo, 2 mil na Bahia e outras 1 mil no Rio de Janeiro. 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) classificou a vacina de Oxford como a mais adiantada no mundo e, também, a mais avançada em termos de desenvolvimento.

Em Salvador a seleção e o acompanhamento dos voluntários serão feitos no Hospital São Rafael. O recrutamento começou na sexta-feira (10). Para se candidatar é necessário seguir alguns pré-requisitos: ter idades entre 18 e 55 anos – podem se candidatar profissionais da saúde ou pessoas que tenham alta exposição ao vírus, ou pessoas não tenham contraído a Covid-19.

Bnews

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde