fevereiro 26, 2021

970×90

‘Vai ser difícil controlar o acesso às praias no verão’, admite prefeito de Salvador

‘Vai ser difícil controlar o acesso às praias no verão’, admite prefeito de Salvador

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), afirmou na manhã desta quarta-feira (6), durante solenidade de início das obras do Morar Melhor, em Alto do Cabrito, que “vai ser difícil” da prefeitura “controlar o acesso às praias no verão”, devido ao período de férias e alertou que Salvador não possui equipes suficientes para patrulhar os 64 quilômetros de Orla da cidade.

“Tenho que disse isso: a prefeitura não tem equipe para estar patrulhando 64 quilômetros de Orla, todos os espaços públicos da cidade, que é natural num período onde algumas categorias profissionais tiram férias, escolas que estavam em trabalho remoto tiram férias…vai ser difícil controlar esses espaços. Mais do que nunca, precisa haver essa consciência”, disse Bruno ao comentar a situação das praias de Salvador.

O prefeito, no entanto, disse que há uma perspectiva de virar definitivamente a página da Covid-19 na cidade, que segundo ele, é a chegada da vacina e destacou que Salvador não teve colapso na saúde, como outras capitais, devido à colaboração da população em ajudar o poder público nas medidas restritivas.

“Temos uma luz no final do túnel, um cenário, uma perspectiva de virar definitivamente essa página, que é a chegada da vacina. Nós já fizemos muito esforço até aqui, nós podemos hoje com muita satisfação, apesar de que isso não nos traz alegria nenhuma, dizer que graças ao trabalho que foi feito, e esse esforço coletivo de todos, não teve uma única pessoa que veio a falecer em Salvador por falta de atendimento médico”, disse.

“Veja o que aconteceu em Nova York, as pessoas morrendo dentro de casa por falta de atendimento médico, a capital do planeta. Não muito distante, no Rio de Janeiro, Manaus, Belém e Recife, que chegaram a ter colapso na saúde. Aqui não. Aqui nós conseguimos manter sob controle, graças a essa parceria que existiu entre as autoridades, o poder público e a população. Temos que reconhecer que a população contribuiu muito e fez a sua parte para a gente ter podido chegar até aqui nessa situação. Mas, dá para relaxar, para acomodar? Não. Temos que usar as máscaras, fazer higienização, evitar aglomeração, ter outras formas de lazer. Vamos nos divertir de outra forma. O momento exige isso”, completou o prefeito.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde