setembro 27, 2021

970×90

Vem aí a segunda edição do Festival Digicultural da rede municipal de Lauro de Freitas

Vem aí a segunda edição do Festival Digicultural da rede municipal de Lauro de Freitas

A partir da próxima segunda-feira (7) até 21 de junho, estarão abertas as inscrições para o II Festival Digicultural, uma iniciativa da Secretaria Municipal de Educação (SEMED) de Lauro de Freitas que visa estimular processos de aprendizagem para os 28 mil estudantes da rede municipal.

O festival foi lançado em evento virtual transmitido para a equipe da SEMED, nesta quarta-feira (2), com a coordenadora de Projetos Especiais Cidade Educadora, Idaci Ferreira, mediação de Raimilton Carvalho e apresentação musical dos estudantes Marcelo e Sofia, da Escola Municipal Ana Lúcia Magalhães.

Os trabalhos devem ser enviados por meio do formulário acessado no link: https://forms.gle/c6P4ZxfSwV3FbUtWA. São cinco categorias: produção textual, fotografia, desenho, vídeo e produção artística. Pode participar qualquer estudante da Educação Infantil, Fundamental I, Fundamental II e Educação de Jovens e Adultos.

Os estudantes com deficiência contarão com esclarecimentos, suporte e apoio de professores especializados. Para isso, será preciso fazer a solicitação pelo e-mail [email protected], onde deverá ser informado o grau de deficiência.

Organizado pela Coordenação de Projetos Especiais Cidade Educadora, com o tema geral “Volta às Aulas Criativa 2021”, o festival deverá distribuir premiação em brindes para os melhores colocados na votação pública online e na avaliação do júri técnico.

Segundo a coordenadora Idaci Ferreira, o festival tem por objetivo estimular processos de aprendizagens por meio da produção artística e textual, com uso criativo da tecnologia à qual os estudantes têm acesso.

“Na primeira edição, em 2020, tivemos boa participação dos estudantes e do público. Queremos expandir para todos os níveis da rede municipal. Como ainda estamos com o ensino remoto, queremos proporcionar motivação, ludicidade e leveza para os estudantes nesse período difícil”, disse.

Para produção textual, o subtema é “Eu aprendo vivendo: exponha suas emoções, imaginando como será o retorno às aulas presenciais”, que pode ser escrito nos formatos poema, conto, poesia, composição de música, paródia, história ou redação.

As produções artísticas em vídeo devem estar relacionadas ao subtema “Como você imagina o retorno presencial das aulas”. O vídeo deve ter duração máxima de até três minutos, em qualquer formato, inclusive aqueles produzidos por aplicativos como Instagram e TikTok.

Na categoria fotografia, o subtema é “Eu e a beleza do mundo que está à minha volta”, na qual os estudantes podem produzir uma fotografia autoral a partir do emprego de qualquer dispositivo eletrônico que possa registrar imagens.

“O reencontro com meus amigos, colegas e professores” é o subtema da modalidade desenho, que deve ser original, feito à mão, numa folha de papel tamanho A4 (ofício). Após concluído, o desenho pode ser digitalizado ou fotografado, em boa qualidade, para envio.

Os interessados só poderão submeter apenas um trabalho, além de escolher entre uma das quatro categorias da segunda edição do festival. Os resultados serão exibidos nas plataformas oficiais da SEMED, da Prefeitura, além das redes sociais da pasta e também do festival.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde