dezembro 03, 2020

970×90

Vitória vence e sai da zona de rebaixamento

Vitória vence e sai da zona de rebaixamento

O triunfo de ontem(28) por 2 a 1, pela 22ª rodada do Brasileirão, foi conseguido com dificuldade, em casa e diante do último colocado do campeonato, o América-MG.

De qualquer forma, há de se louvar as consequências do resultado. A primeira foi ter deixado a zona, já que o Rubro-Negro havia iniciado a rodada em 17º lugar. Outro fato relevante foi ter retomado o caminho das vitórias após três rodadas de fracassos: derrotas fora de casa por 2 a 1 para Palmeiras e Corinthians, além do empate por 2 a 2 no Barradão com o vice-lanterna Santa Cruz.

Os gols do triunfo também serviram de alento pelo modo como aconteceram. O primeiro foi um golaço! Aos 36 minutos do primeiro tempo, o volante Marcelo aproveitou um rebote, ajeitou a bola e, de perna esquerda, soltou um foguete de fora da área que encontrou o ângulo direito do goleiro João Ricardo.

O tento serviu para dar moral ao jovem de 22 anos, revelado na base do clube. Principalmente pela carência do setor em que atua. Amaral perdeu a posição por vir mal fisicamente. Depois, se lesionou. Ontem, foi a vez de Willian Farias, um dos grandes nomes do time no campeonato, ser acometido de lesão. Farias, que foi substituído por José Welison aos 25 minutos do primeiro tempo, saiu chorando de dor e passará hoje por uma avaliação médica. A tendência é que seja desfalque para as próximas partidas.

Já o segundo gol foi importante para dois atletas. Primeiramente para outra revelação da base, o atacante David, 20 anos, que entrou no segundo tempo e, aos 18 minutos, de cabeça, balançou as redes.  Foi seu primeiro gol no Brasileirão e o segundo na temporada.

CádernasPorém, o tento foi, acima de tudo, um alento para o meia colombiano Sherman Cárdernas, contratado há um mês e meio como o principal reforço do Vitória para o campeonato. Ele finalmente desencantou e teve sua melhor atuação pelo Leão. Foram dele a bela jogada e a assistência para o tento de David, em cruzamento perfeito da ponta esquerda.

No entanto, a atuação geral foi fraca. Tanto que, no primeiro tempo, o time foi dominado pelo América-MG. Os visitantes perderam três chances incríveis quando o duelo ainda estava em 0 a 0. As finalizações de Michel, Osman e Pablo foram inacreditavelmente para fora.

Já o Vitória marcou na única oportunidade que teve. No segundo tempo,  equilibrou as ações. Mas, aos 40 minutos, em cochilo da zaga, sofreu o gol de Danilo Barcelos, que serviu  de recado: é bom melhorar, até porque, na próxima rodada, o jogo é fora de casa contra o 3º colocado Atlético-MG.

Antes, na quarta, enfrenta o Coritiba pelo mata-mata da Copa Sul-Americana.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde