setembro 17, 2019

970×90

Xanddy e Carla Perez têm dívida de mais de R$ 5 mi na Justiça; casal se defende

Xanddy e Carla Perez têm dívida de mais de R$ 5 mi na Justiça; casal se defende

cantor Xanddy e sua esposa Carla Perez podem ter que pagar uma dívida superior a R$ 5 milhões. Segundo o UOL, a decisão da Justiça é a favor da empresa South América Serviços e Assessoria Logística, por causa de um processo que a empresa move desde 2005 alegando não ter recebido pela venda de um imóvel para o casal.

Segundo a publicação, em 2003, Xanddy e Carla negociaram um imóvel em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador, que foi transferido para o casal com a promessa de que pagariam R$ 700 mil em cinco parcelas. Mas, segundo a assessoria jurídica da empresa, nenhuma parcela foi paga.

Em 2005, a empresa entrou com uma ação na Justiça exigindo o pagamento das promissórias, acrescidos de multas e honorários, e o valor chegava a R$ 1,12 milhões. A Justiça reconheceu a dívida e penhorou dois terrenos do casal, mas Xanddy só foi intimado em 2008.

Após 14 anos, a quantia subiu para R$ 5,11 milhões. Ainda de acordo com o UOL, em agosto do ano passado, o juiz André de Souza Vieira, da Comarca de Lauro de Freitas, negou embargos da defesa do casal e manteve a ordem de execução.

O magistrado autorizou a verificação judicial de contas bancárias do casal, mas só foram encontrados R$ 28 mil em contas bancárias de Xanddy e R$ 57 nas de Carla. A South América pediu, ao longo do processo, que os direitos musicais e cachês das empresas de eventos ligadas aos réus fosse penhorada. 

A defesa da empresa levou à Justiça a agenda de shows do Harmonia do Samba e ainda pediu a penhora dos ganhos de Carla Perez como apresentadora do programa “Clube da Alegria”, na TV Aratu, afiliada ao SBT. O programa, com a dançarina apresentando, acabou em 2017. 

A Justiça negou as solicitações de penhora dos ativos das empresas do casal. Até o momento, não há nenhuma quantia foi bloqueada. 

O outro lado

“A South América jamais apresentou a escritura do imóvel que lhe outorgava direito a propriedade, nem mesmo a certidão da matrícula, em que constasse como proprietária, mas apenas um contrato particular firmado com o verdadeiro proprietário em que este supostamente passava à empresa os direitos sobre o imóvel. Sendo assim, ela jamais foi proprietária do imóvel, e, pior, estava sofrendo questionamento judicial formulado pelo antigo proprietário em relação ao suposto contrato que firmou com a South América, em que essa adquirira os direitos sobre a propriedade. Tendo conhecimento disso, Xanddy e Carla suspenderam o negócio e se recusaram a efetuar qualquer pagamento até que as irregularidades fossem sanadas pela empresa, fato que jamais ocorreu”, informou o advogado do casal, Leandro Neves. 

Xanddy e Carla ingressaram com ação judicial para anular o contrato firmado com a South América, pois teriam sido induzidos ao erro para comprar um imóvel “de quem jamais foi o real proprietário, estando o referido processo ainda pendente de julgamento no tribunal”. 

O vizinho da casa em questão, Carlos Frederico Mattos, denuncia a empresa. “Eu sei que ela [South América] e o proprietário efetivo da casa brigam na justiça há 10 anos pela titularidade da casa […] Existe um processo meu contra o proprietário efetivo da casa correndo na Justiça, onde proíbe compra e venda da casa até que eles resolvam uma questão com o meu terreno, pois o antigo proprietário invadiu, inapropriadamente, o meu terreno em 3.500 metros”, afirmou Mattos.

Bnews

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde
%d blogueiros gostam disto: