maio 24, 2019

970×90

Bellintani revela que tenta manter jogos do Bahia na Arena Fonte Nova antes da Copa América

Bellintani revela que tenta manter jogos do Bahia na Arena Fonte Nova antes da Copa América

Após o Bahia vencer o Avaí por 1 a 0, na noite deste domingo (5), o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, revelou que tenta manter os jogos do Esquadrão na Arena Fonte Nova, antes de iniciar a Copa América. Isso porque a Conmebol, entidade que organiza a competição, solicita que os estádios que vão sedir a Copa não tenham jogos trinta dias antes do início do torneio, como forma de preservar o gramado.

O presidente do Bahia garantiu que conversa com a Conmebol, mas não quer adiantar onde o Tricolor poderá mandar seus jogos em caso de negativa por parte da entidade.

“Ainda há uma conversa grande com a Conmebol. Estamos pedindo a Conmebol compreensão, pois o estado do gramado é muito bom e não vejo motivos pra um mês antes parar as atividades no gramado e prejudicar a torcida, o próprio clube e uma série de outras coisas. Espero que a gente tenha uma solução boa pra ter o mínimo possível de jogos fora da Fonte Nova […] Eu não quero cravar alternativas, seja Feira [de Santana], Pituaçu, seja lá onde for… A gente ainda está com uma conversa com a Conmebol que é possível sim colocar o maior número de jogos aqui dentro [da Fonte Nova]. Se precisar levar um ou dois pra outro estádio, vamos ver qual a melhor opção”, revelou o presidente do Bahia, em entrevista ao repórter Marinho Júnior, da rádio Metrópole.

Guilherme Bellintani também foi questionado sobre as contratações do Bahia e contou que ainda tenta mais três reforços.

“Estamos em busca absoluta no mercado pra trazer, como eu falei, entre dois e quatro atletas. Eu falava isso. Um deles a gente já trouxe, que é o Ezequiel. Temos uma perspectiva de trazer até três contratações. Não estou dizendo que são três, são até três. Buscamos um perfil específico: atletas que venham com um perfil pra suprir lacunas que a gente tem de posicionamento dentro de campo, de vagas específicas que precisam ser preenchidas. Não queremos jogador simplesmente pra contratar”, afirmou.

O mandatário do Esquadrão também comentou sobre a situação do meia Guilherme, que recentemente rescindiu contrato com o Bahia e assinou com o Fluminense.

“A gente rescindiu o contrato de Guilherme e o Corinthians o emprestou para o Fluminense. A partir daí ainda há um resíduo que a gente precisa pagar de multa, mas é muito pequeno perto do total do contrato. Acho que no final das contas foi um resultado muito positivo. A gente contou com a compreensão do Corinthians que é um parceiro nosso, que ele não tinha mais clima pra continuar aqui no Bahia, o Fluminense se interessou e grande parte do salário está sendo pago pelo Fluminense e ficou um resíduo de um ajuste nosso com o Corinthians, mas muito pouco perto do salário total dele. O que a gente tinha compensado com o débito de Juninho Capixaba, agora a gente compensa com o débito do Moisés. Ficou bom pra todo mundo”, disse.

Compartilhe isso
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde
%d blogueiros gostam disto: