junho 26, 2019

970×90

Blocos desfilam alegria e irreverência no Carnaval de Todos os Santos

Blocos desfilam alegria e irreverência no Carnaval de Todos os Santos

O Carnaval de Todos os Santos, em Lauro de Freitas, foi marcado pela participação de famílias inteiras e crianças durante os quatro dias de festa. Seis blocos desfilaram nesta segunda-feira (04), e encerraram a folia no Centro, que se destacou pela paz, onde mais de trinta mil pessoas se divertiram, muitas se fantasiaram e coloriram ainda mais a festa.

Para o secretário de Cultura e Turismo, Manoel Carlos dos Santos, a festa foi um espetáculo e em sua avaliação a mais pacífica dos últimos anos. “O Carnaval de Lauro de Freitas é um espaço para público de todas as idades. Tivemos momentos voltados para idosos, jovens e para crianças. Além disso, o público que curte um som mais alternativo pôde ouvir no palco Hamilton Vieira rock, hip hop e reggae”, disse o gestor. Manoel Carlos também destacou a harmonia da festa como um diferencial. “Em Lauro as pessoas brincam sem se preocupar. Fizemos uma festa brilhante de paz”, frisou.

O primeiro a desfilar foi o bloco Jeguinho. Tradicional no Carnaval de Lauro, a atração é especialmente voltada para os pequenos e seus pais. “Filho de peixe, peixinho é. Eu brinquei em outros blocos hoje trouxe minha filha para brincar”, disse a dona de casa Ana Silva, ao lado da menina Ane Clara que vestida de minie roubou a cena. “A festa está boa. Quero vir sempre”, declarou a baixinha.

Em seguida foi a vez da irrevência tomar conta da avenida com os travestidos do bloco As Poderosas. Os foliões se fantasiaram de baiana e dançaram ao som da banda Miskuta. “Isso aqui é alegria, brincadeira, diversão. É curtir o carnaval com seus amigos e dar muitas risadas”, afirmou o mecânico e folião Antônio Moura. Para Roberto Moura, vale até mudar o nome. “Hoje eu sou Roberta”, disse brincando.

O Arrastão do Samba colocou todo mundo para sapatear no miudinho do ritmo mais brasileiro de todos. “Se não tiver samba eu nem venho”, disse a foliã Alice Nunes. Para dona Altiva Braga, de 85 anos, nunca é tarde para cair na folia. “São 85 carnavais e enquanto eu tiver vida e saúde eu vou pular”, contou. O tradicional Xyloló veio puxado por Isahías Sampaio.

O Carnaval de Todos os Santos cedeu espaço para a fé e sincretismo com a passagem do Afoxé Filhos da África. Pipocas, folhas, milho branco e o perfume das alfazemas foram lançados sobre o povo que acompanhava os filhos de santo. “Nós desejamos que seja um bom início de ano para todos, ainda é tempo de emanar caisas boas”, disse a foliã Lídia Meira. No compasso do afoxé, o bloco estendeu o azul e branco no circuito.

A avenida coberta de folhas anunciava a passagem do Afro Bakoma. O bloco de Portão mostrou porque é chamado de furacão da alegria. “Desfilar em nossa casa é uma maneira de agradecer todo o apoio da comunidade”, disse a mameto Kamuruci.

Nesta quarta-feira (06), quem não brincou terá mais uma oportunidade de aproveitar o Arrastão do Bloco Afro Bankoma. que desfilará em Portão a partir das 14h. Antes, às 11h, os Caretas de Portão abre o arrastão seguido de Concurso de Máscaras na Praça do bairro.

Jornalista Giovanna Reyner

Fotos Lucas Lins

ASCOM/ PMLF

05/03/2019

Tel.: 3288 8371

www.laurodefreitas.ba.gov.br

Compartilhe isso
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde
%d blogueiros gostam disto: