Camaçari: prefeitura diz que farmácia tinha alvarás regulares e decreta luto

Após a morte de nove pessoas e 14 feridos durante um incêndio em uma farmácia da rede Pague Menos, em Camaçari, região metropolitana de Salvador, a prefeitura da cidade enviou uma nota esclarecendo que o estabelecimento possui alvará de funcionamento e sanitário regulares. Ainda de acordo com a prefeitura, não existe na Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur) registro de solicitação de alvará de reforma, nem existe registro na Defesa Civil e Sedur de denúncia sobre reforma irregular. A prefeitura esclarece ainda que toda assistência psicossocial será disponibilizada às famílias envolvidas, através da Secretaria do Desenvolvimento Social (Sedes).
 
O prefeito Ademar Delgado decretou luto oficial de sete dias a partir desta quinta-feira (24) e se solidariza com os familiares e amigos das vítimas. No momento do incêndio o prefeito estava em viagem oficial a Cuiabá, capital do Mato Grosso, mas ao saber da gravidade do caso decidiu retornar imediatamente a Camaçari.
 
A Prefeitura detalhou que através dos órgãos competentes, como Defesa Civil, Sesau (Secretaria da Saúde) e STT (Superintendência do Trânsito e Transporte), prestou suporte durante o incêndio e seguirá prestando toda assistência necessária aos envolvidos e familiares. Toda a ação contou com a parceria do Corpo de Bombeiros, polícias Militar e Civil, SAMU 192 (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), HGC (Hospital Geral de Camaçari), HGE (Hospital Geral do Estado), Cofic (Comitê de Fomento Industrial de Camaçari), Concessionária Bahia Norte, Coelba, empresários locais e voluntários. 
 
Dos 14 feridos, quatro receberam alta, e os demais são atendidos na rede hospitalar de Camaçari e Salvador.

Todo o conteúdo deste portal é protegido por leis de direitos autorais. Para republicação ou uso, entre em contato com nossa equipe de suporte.

Descubra mais sobre LF News -

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading