junho 17, 2019

970×90

Em Lauro de Freitas, campanha de vacinação contra a gripe já ultrapassa meta de 90%

Em Lauro de Freitas, campanha de vacinação contra a gripe já ultrapassa meta de 90%

Com mais de 93% do público alvo imunizado, o município de Lauro de Freitas bate, mais uma vez, a meta de 90% estabelecida pelo Ministério da Saúde na Campanha de Vacinação contra a H1N1. De acordo com dados da Secretaria Municipal da Saúde (Sesa), nesta 18ª campanha iniciada no dia 10 de abril e que termina nesta sexta-feira, 31 de maio, foram vacinadas mais de 43 mil pessoas no município.

O balanço divulgado na tarde desta quinta-feira pelo secretário da SESA, Vidigal Cafezeiro, informa que já foram imunizados 11.595 crianças, 14.009 idosos, 486 puérperas, 1.887 gestantes e 4.641 trabalhadores da saúde. O esforço para cumprir a meta envolveu uma programação especial nas unidades de saúde dos bairros, mobilizações especiais nos centros comerciais e nas duas últimas semanas equipes da secretaria foram aos locais atingidos pelas chuvas.

“Fizemos busca ativa nas comunidades”, destaca o gestor da Saúde, que ainda aposta em atingir os 100% do público alvo. “Oficialmente a campanha termina nesta sexta, mas vamos estender com vacinação no sábado, durante a Feira da Saúde na Escola Fênix”, informa.

O coordenador da Vigilância Epidemiológica da Sesa, Daniel Assis, também destaca o esforço da Secretaria para o bom resultado. “Utilizamos locais estratégicos para a vacinação. Instalamos postos em pontos de fluxo intenso de pessoas, fomos a instituições de idosos e creches, ou seja, foi um esforço coletivo que deu certo”, comemorou.

Ele explica que a imunização conterá o avanço da doença no inverno, quando as baixas temperaturas ampliam a circulação dos vírus causadores de doenças respiratórias. Como o organismo leva, em média, de duas a três semanas para criar os anticorpos que geram proteção contra a gripe após a vacinação, o ideal é realizar a imunização antes do início do inverno.

O período de maior circulação da gripe vai do final de maio até agosto. A vacina abrange os três subtipos do vírus determinados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para este ano: A/H1N1; A/H3N2 e influenza B.

A campanha de vacinação é destinada a crianças de seis meses a menores de cinco anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhador de saúde, idosos (a partir de 60 anos), povos indígenas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens entre 12 e 21 anos sob medida socioeducativa e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis.

PREVENÇÃO – A transmissão dos vírus influenza ocorre pelo contato com secreções das vias respiratórias que são eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz).

À população em geral, o Ministério da Saúde orienta a adoção de cuidados simples como medida de prevenção, tais como: lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar; evitar tocar o rosto e não compartilhar objetos de uso pessoal.

Jornalista Giovanna Reyner

ASCOM/PMLF

30/05/2019

Tel.: 3288 8371

www.laurodefreitas.ba.gov.br

Compartilhe isso
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde
%d blogueiros gostam disto: