abril 14, 2021

970×90

Em voo para Curitiba, mulher de Cunha fotografa notícias sobre marido

A mulher do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a jornalista Claudia Cruz, embarcou na manhã desta terça (25) para Curitiba, onde o marido está preso desde a semana passada. 
 
A reportagem estava no mesmo voo. Sem ser abordada pelos passageiros, Claudia Cruz passou a maior parte da viagem lendo matérias de jornais em seu tablet. Quando via alguma notícia sobre ela ou o marido, tirava o celular guardado no bolso da poltrona da frente para fazer foto da reportagem.
 
Entre as notícias que chamou sua atenção estava o depoimento do chefe da Polícia do Senado, Pedro Carvalho, preso na sexta (21). Ele disse à PF que os policiais da Casa fizeram uma varredura na residência oficial de Cunha no fim de 2015, quando ele era presidente da Câmara. 
 
Preocupada em passar despercebida, a jornalista ficou de óculos durante durante a 1h30 de voo que partiu de Brasília às 9h50. Vestia calça e blusa azuis, lenço no mesmo tom, sapatilha preta e bolsa Ferragamo. Os cabelos estavam presos em formato de coque, com um prendedor de plástico. 
 
Questionada pela reportagem se visitaria o marido, limitou-se a dizer “não vou responder”. Também respondeu “não” quando foi perguntada se poderia falar como vem lidando com a prisão de Cunha, ocorrida na semana passada. 
 
A mulher do ex-deputado fez um breve comentário sobre o tempo de Curitiba: “Está frio aqui né? Ontem em Brasília estava muito abafado”. 
 
A tiracolo ela carregava um iPod com músicas que ouviu a maior parte do voo. Após a leitura dos jornais, Claudia Cruz se dedicou a arquivar algumas mensagens que recebeu via WhatsApp. Também assistiu a vídeos pelo telefone. 
 
Antes do avião decolar, a jornalista, que se sentou no assento 2C, um dos mais próximos à saída da aeronave, fez uma ligação. Falou baixo e com a mão na boca para se certificar que nenhum vizinho a ouviria. Depois, fez o sinal da cruz com as mãos. 
 
Não comeu nada durante o voo, somente bebeu dois copos de água. Levantou-se uma vez para pegar a bolsa e deixar ao seu lado para facilitar sua saída. 
Quando chegou a Curitiba, trocou o lenço por um cachecol. 
 
Ao descer do avião, um advogado de Cunha já a aguardava no desembarque. Os dois foram rapidamente até um táxi. 
 
É a segunda viagem dela à cidade desde a prisão do marido. Na sexta-feira (21), Claudia visitou Cunha. Ele é o único detento da Lava Jato que está em um cela isolado dos demais.
Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde