Mulheres sofrem tentativa de abuso sexual e são espancadas ao saírem do Circuito Osmar

 Mulheres sofrem tentativa de abuso sexual e são espancadas ao saírem do Circuito Osmar

Duas mulheres sofreram tentativas de abuso sexual e ainda foram espancadas durante um assalto, na volta para casa, depois de curtirem o Carnaval de Salvador no Circuito Osmar (Campo Grande). Elas estavam com uma adolescente quando foram surpreendidas por um homem no bairro do Garcia.

De acordo com fontes ligadas ao comitê do Carnaval, as mulheres, uma de 47 e outra de 49, e a adolescente, filha de uma delas, voltavam para casa, por volta das 5h do dia 10 (sábado), quando abordadas. Ainda de acordo com as fontes, o criminoso fugiu com pertences das vítimas, que, inicialmente, foram socorridas para um posto de atendimento da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) no circuito.

A Secretaria de Políticas para as Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) disse que até agora só fez um atendimento psicossocial de uma vítima de estupro, ocorrido no dia 09, na Barra, e que dados de violência sexual são passados pela Polícia Civil, órgão responsável pelo registro das ocorrências.

Em relação a tentativa de abuso sexual e espancamento, a Polícia Civil disse que “deram entrada no Posto Policial do Hospital Geral do Estado duas mulheres vítimas de lesão corporal ocorrida no sábado, no bairro do Garcia”. Ainda de acordo com a nota, “a motivação da agressão está sendo apurada pela 1ª Delegacia Territorial dos Barris”.

O abuso sexual e estupro são termos distintos, mas ambos se referem a crimes sexuais. O abuso sexual é uma molestação ou incomodação não desejada que alguém possa fazer no corpo de outra pessoa com o objetivo de obter vantagens sexuais. Já estupro é um crime mais grave. Ele envolve relação sexual forçada, sem consentimento.

Estupros

Na manhã desta terça-feira (13), houve os rumores de outros dois casos de estupro durante a festa em Salvador. No entanto, a PC informou que “desde o primeiro dia de Carnaval, foram registrados dois casos de estupro que estão sendo apurados pela Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) da Casa da Mulher Brasileira”.

O Ministério Público estadual (MP/BA) informou que acompanha “o andamento das investigações policiais sobre os dois casos de estupro registrados nas Delegacias Especiais de Atendimento à Mulher (Deam) durante o Carnaval de Salvador”. “O MP faz parte da Central Integrada de Comando e Controle da Secretaria de Segurança Pública e está em contato direto com as autoridades policiais responsáveis pela apuração. As investigações correm em sigilo”, diz nota

O caso mais recente aconteceu neste domingo (11) quando uma mulher foi estuprada por três homens na rua Baependi, no bairro de Ondina. No dia 9, sexta-feira, uma moradora do Imbuí foi violentada por sete homens. O crime aconteceu pouco depois 01h30, quando a vítima estava nas imediações do antigo Salvador Praia Hotel.

Fonte: Correio 

Deixe uma resposta

Descubra mais sobre LF News -

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading