junho 13, 2021

970×90

Black Friday Brasil: Veja o que vale a pena comprar no dia de descontos

A 6ª edição da Black Friday Brasil será realizada nesta sexta-feira (25) com expectativa de aquecer o comércio do país. Apesar do foco dos organizadores ser voltado para compras pela internet, as lojas físicas também entram no clima e liberam os descontões em seus produtos. Nos principais shoppings de Salvador não faltam cartazes e outros indicativos com destaque para reduções de preço em até 70%, em termo gerais.

Chamariz básico da fórmula comercial criada nos Estados Unidos no princípio dos anos 1990. O nome escolhido é em alusão à famosa “Sexta-feira Negra”, marcada pela quebra de duas mineradoras concorrentes no mesmo dia e em plena corrida do ouro no século XIX. No país norte-americano o dia de compras desenfreadas é marcado para a sexta-feira após a Ação de Graças, com quedas significativas nos valores praticados em todos os segmentos. 

Por aqui não é bem assim. Correr para as lojas em busca de lançamentos topo de linha muitas vezes termina em frustração. Parte deles sequer sofre alteração nos preços. Não à toa, memes espalhados nas redes sociais fazem sátiras dos slogans promocionais e apontam que em terras tupiniquins é “tudo pela metade do dobro”. Acusações de queima de estoque ou comercialização de ponta de depósito não faltam. Pode incluir pequenas avarias no bolo.

Mesmo dentro desse cenário controverso, altos índices de venda são atingidos. De acordo com os organizadores, o montante vendido foi de R$ 1,5 bilhão em 2015. Um amento de 76% em relação ao ano anterior. Resultado que recebe larga contribuição de produtos que fazem a espera de um ano do consumidor valer a pena, tais como os listados pelo Varela Notícias a seguir.

Móveis, Eletrodomésticos e eletroportáteis

O guarda-roupa deu cupim, o sofá da sala já não é tão confortável, a geladeira pifou ou não aguenta mais o barulho do ventilador velho? Não tema. No feirão de descontos os móveis e eletrodomésticos estarão em alta. Houve deflação no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15) em relação aos seguimentos. Ou seja, queda natural de preços. No Black Friday, comprar móveis para casa, televisões e aparelhos de som será muito barato. Atenção aos colchões, o produto está com média de 50% mais barato.

(Foto: Divulgação)

Alimentos e Bebidas

Outro segmento que sofreu redução natural de preços com base no IPCA-15 de outubro deste ano. Quem esperou para dar uma repaginada no bar – ou até mesmo adquirir um novo – para a sala de estar, se deu bem. Não faltam ofertas nos supermercados com reduções entre 30% e 50% nos preços de cervejas especiais, vinhos e o bom e velho whisky. Mesmo que você não se encante com as promoções, fica difícil não passar no supermercado para reabastecer a despensa.

(Foto: Divulgação)

Roupas e acessórios

Mais um segmento que sofreu deflação no IPCA-15. O que é ótimo. De que adianta comprar um guarda-roupa novo se o recheio dele é antigo? Comprar roupas pela internet já caiu no senso comum como uma furada, então a melhor pedida é no velho estilo: gastar sola de sapato e bater perna nos shoppings. Bom momento para visitar as lojas próprias das grifes. Não esqueça de óculos, relógios,  bijuterias e perfumaria.

(Foto: Divulgação)

Tecnologia

Computadores, smartphones, tablets, leitores de livros digitais, notebooks, até porta-retratos digitais está valendo. Em lojas sem vínculos com operadoras de telefonia é mais fácil encontrar esses produtos com maiores descontos por estarem desvinculados a planos e bandeiras tabeladas. Principalmente no caso de celulares, já que no fim do ano saem os modelos atualizados. Aquele que no mês passado estava no auge tem grande chance de estar bem mais barato e mais próximo do seu bolso.

(Foto: Divulgação)

Veículos

Por fim e não menos importante está o segmento automobilístico, um dos pilares da economia nacional. Não que seja comum no país comprar um carro na Black Friday, mas em 2016 há um diferencial. O setor está em baixa e promete fechar o ano com queda de 19% nas vendas. O levou as marcas à baixar preços, antecipar lançamentos e anunciar [e praticar] os preços da sexta-feira promocional uma semana antes do evento. Vale conferir o leque de seminovos abaixo dos 30 mil/km rodados.

(Foto: Divulgação)

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde