fevereiro 22, 2019

970×90
970×90
970×90

Casos de chikungunya devem voltar a subir em 2017, diz Ministério da Saúde

As infecções por chikungunya devem aumentar ainda mais com  a chegada de 2017. Pelo menos este é o cenário previsto por especialistas do Ministério da Saúde para este ano. Já os casos de dengue e Zika no Brasil devem se manter estáveis em relação ao ano passado.

Dados da pasta revelam que, em 2016, foram registrados 1,4 milhão de casos de dengue contra 1,6 milhão no ano anterior, além de 211 mil casos prováveis de infecção por Zika (não há comparativo com o ano anterior porque os dados só começaram a ser coletados em outubro de 2015).

Em relação à febre chikungunya, os registros apontam para 263 mil casos em 2016 contra 36 mil no ano anterior – um aumento de cerca de 620%.

“O mosquito pica alguém, recebe o vírus e passa para outra pessoa. Como cresceu o número de pessoas que têm [o vírus], entendemos que haverá uma ampliação [dos casos]”, explicou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Compartilhe isso
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde
%d blogueiros gostam disto: