outubro 19, 2019

970×90

Grupos culturais mantêm tradição do São João em Lauro de Freitas

Grupos culturais mantêm tradição do São João em Lauro de Freitas

Manifestações culturais de Lauro de Freitas saíram, nesta segunda-feira (24), pelas principais ruas do Centro mantendo vivo o clima de São João. Com o apoio cultural e logístico da Prefeitura Municipal e patrocínio de empresas privadas, os desfiles dos Cangaceiros de Ipitanga e Arrasta Jegue, atraíram cerca de cinco mil pessoas.

A prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, prestigiou os desfiles. “Podemos acompanhar duas manifestações que mantém a tradição das comunidades no município. A cultura do São João permanece viva pela força e realização do povo. Aqui temos a verdadeira representação do Nordeste” disse. Moema recebeu abraços de crianças, jovens e adultos, e juntos percorreram as ruas embalados por antigas músicas de forró.

A situação de emergência causada pelas fortes chuvas do mês de maio, que deixou famílias desalojadas e provocou danos à infraestrutura da cidade, impediu a Prefeitura Municipal de Lauro de Freitas de realizar os festejos juninos neste ano.

Os eventos organizados por movimentadores culturais da cidade tiveram o apoio da gestão através de serviços públicos, como a segurança feita pela Guarda Municipal, ordenamento do trânsito (Settop), concessão de espaços (Secult), estrutura de barracas (Setrel), proteção à saúde (Sesa) e limpeza de ruas (Sesp). A 52ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) de Lauro de Freitas seguiu os desfiles dos Cangaceiros de Ipitanga e Arrasta Jegue.

Cangaceiros de Ipitanga

Inspirados pela história de Lampião e Maria Bonita, o grupo Cangaceiros de Ipitanga se tornou um dos movimentos de cultura nordestina mais tradicional em Lauro de Freitas. Este ano o tema abordado foi “O Cangaço Conta a História do Povo Ipitanguense”, uma homenagem às grandes personalidades do município, como destaca o idealizador da manifestação, o vereador Edivaldo Palhaço.

“Estamos levando esta cultura para as ruas de Lauro desde 2011. O grupo começou pequeno e hoje conta com mais de 200 pessoas, entre homens, mulheres e crianças”, narrou Edivaldo. No cortejo, uma ala de cangaceiros vestidos de azul reafirmaram a identidade do cangaço.

Mascotes homenagearam palhaços do grupo Amendoim e sua turma, além dos seguidores do bloco junino. Da Rua São Jorge, o grupo percorreu até a Concha Acústica, local onde foi montado uma “Vila do Cangaço” para comercialização de produtos e encerramento com o show de Isaías Sampaio.

Arrasta Jegue

O Arrasta Jegue completou 18 anos de manifestação popular em Lauro de Freitas. Sob a direção de Zé Augusto, uma multidão vestiu camisas nas cores branco e rosa que descreveram uma homenagem aos mestres de cultura. O cantor Igor Cerqueira e Pincel e Banda comandaram o trio que desfilou pelas principais ruas do Centro.

Silvam Souza, 37, é um jegueiro nato declarado. Por mais de dez anos acompanha o tradicional Arrasta Jegue, o bloco das marchinhas de São João mais esperado pelos forrozeiros. “Entra ano e sai ano e eu estou aqui arrastando. Não temos mais o tradicional jegue que seguia na frente das pessoas por conta da mobilização da causa animal. Temos que tratar bem os animais e fazermos a nossa festa” disparou.

Os desfiles desta segunda-feira não encerram os festejos juninos na cidade. No próximo dia 30, no Quingoma, o Bicho de Pé sai da Associação de Moradores em direção ao Quingoma de Dentro, às 12h. A manifestação, que agrega a comunidade completa dez anos de muito forró e alegria.

Jornalista Laerte Santana

Foto Rafael Magno

ASCOM/PMLF

24/06/2019

Tel.: 3288 8371

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde
%d blogueiros gostam disto: