julho 19, 2019

970×90

Lauro de Freitas abre neste domingo (6) as comemorações ao padroeiro Santo Amaro de Ipitanga

Lauro de Freitas abre neste domingo (6) as comemorações ao padroeiro Santo Amaro de Ipitanga

As homenagens ao padroeiro de Lauro de Freitas, Santo Amaro de Ipitanga, serão iniciadas neste domingo (6), com novena no Espaço João II e quermesse na praça da Matriz. No dia 15, data consagrada ao padroeiro, a festa começa com alvorada às 6h, e missa solene às 8h celebrada pelo bispo auxiliar dom Estevam dos Santos, seguida de carreata, às 10h, até a comunidade do São Pedro, no Joquei Clube. No final da tarde, às 16h, a imagem retorna em procissão saindo da Igreja de São Pedro até a Matriz onde será rezada a última missa do dia.

Este ano são comemorados os 411 anos de devoção ao santo e a festa trará como tema o chamado “Unidos pelo evangelho”. A devoção a Santo Amaro remonta aos tempos da chegada da Companhia de Jesus ao Brasil, e da fundação da paróquia dedicada ao santo, em 1608.

Com a Igreja Matriz em reforma, os festejos serão realizados no espaço em frente ao templo, mas o secular monumento arquitetônico está presente em todo o material de divulgação. Integrante da comissão que coordena os festejos, Cássia Cazais explica que a valorização dos azulejos do século XVII que recobrem as paredes da igreja estarão em destaque na festa. “O templo passa por uma reforma, financiada pela Prefeitura Municipal, queremos colocar em evidencia o belo e privilegiado projeto arquitetônico que nós temos”, contou.

No templo, tombado pelo Iphan em 1944, se destaca a barra de azulejos que se constituí nos mais extensos e bem conservados silhares encontrados na arquitetura luso-brasileira.

Para o padre Juraci Gomes mesmo com a reforma do templo, o santo será celebrado com igual louvor e intensidade de fé dos demais anos. “A festa é uma renovação de esperança e confiança para o ano novo que se inicia e para o povo de Deus, pois é ele quem conduz seus eleitos”, disse. A festa do padroeiro faz parte do calendário cultural da cidade e tem o apoio da Prefeitura Municipal por meio da Secretaria de Cultura e Turismo (SECULT).

CORTEJO CULTURAL

Como manda a tradição, a festa tem seu lado popular, com o desfile dos grupos culturais. As baianas com suas jarras de água de cheiro e vassouras puxam o cortejo com as tradicionais manifestações populares no sábado, dia 12. Cerca de dezesseis grupos que representam a rica cultura de matriz africana da cidade sairão do final de linha do centro, às 9h. O cortejo percorre as ruas do centro até a Matriz onde as baianas lavam as escadarias do templo.

Jornalista Giovanna Reyner

ASCOM / PMLF

Tel.: 3288-8371

03/01/2019

Compartilhe isso
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde
%d blogueiros gostam disto: