novembro 18, 2018

970×90

Lauro de Freitas: Agentes celebram a resistência em homenagem a cultura

Lauro de Freitas: Agentes celebram a resistência em homenagem a cultura

Cultura é símbolo de resistência. Com esse foco, agentes culturais, entre atores, músicos, artistas plásticos, capoeiristas, educadores, bailarinos, ativistas e mestres da cultura popular se reuniram no Terminal Turístico de Portão para celebrar o Dia Nacional da Cultura. Recheado com apresentações artísticas, o bate-papo promovido pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (SECULT), no final da tarde desta sexta-feira (9) debateu as conquistas do patrimônio cultural brasileiro.

Entre reflexões sobre folclore, música, comida, religião, arte, dança e demais manifestações, o secretário de Cultura e Turismo, Manoel Carlos dos Santos, destaca que o encontro viabiliza a dinâmica cultural no município. “Comemorar a cultura através da formação do povo é resistência. Estamos vivendo um cenário político muito delicado, onde o novo governo anuncia a junção de ministérios sem a consciência do que já foi construído. Não há dúvidas de que com as novas medidas a cultura passará ainda mais por resistência, seremos engolidos, a identidade do povo deixa de ser valorizada” argumenta o secretário.

Resistência é o sinônimo de tudo que representa o trabalho de dona Aidê. Fundadora do Terno de Reis de Portão, a mestre da cultura popular conta que a sabedoria e costumes de um povo é um bem imaterial. “O meu trabalho está sendo passado de geração para geração. É com muita garra e nesses mais de 30 anos que venho resistindo com o meu povo. Nosso canto e dança representa nossas ancestralidades. Lauro de Freitas tem história, somos parte dela e por isso estamos sempre levando cultura para as pessoas” evidencia Aidê, que com muita alegria se apresentou com o seu grupo de dança.

O município de Lauro de Freitas possui uma grande variedade cultural e turística. Teatro, música, dança e poesia fazem parte do desenvolvimento social da cidade. Nas manifestações tradicionais, a cultura passa pela festa do padroeiro Santo Amaro de Ipitanga, a festa de São João, manifestações carnavalescas e de bairros. Os equipamentos históricos e de lazer, como a Igreja Matriz, terreiros, a Costa dos Coqueiros, rio Joanes e empreendimentos de caráter ambiental, garantem o turismo local.

Conhecedor da história da cidade, o professor Gildásio Freitas enfatiza que são os munícipes os principais agentes da cultura em Lauro de Freitas. “Este território, onde a cultura quilombola e indígena também resiste, é lugar de cabeças pensantes. São essas pessoas, como muitos de vocês que estão aqui, que lutam pelo samba de roda, a capoeira, dança, artesanato e demais atividades artísticas, que fazem do município um lugar diverso” aponta o historiador entre outras vozes que resistem e celebraram a cultura.

Texto e foto Laerte Santana

ASCOM Prefeitura de Lauro de Freitas

09/11/2018

71 3288 8371

Compartilhe isso
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde
%d blogueiros gostam disto: