março 23, 2019

970×90

Por que alguns bebês nascem mais cabeludos?

Por que alguns bebês nascem mais cabeludos?

Com apenas nove semanas de idade, Junior Cox-Noon talvez seja o bebê mais cabeludo já visto. Ao contrário da maioria dos bebês, Junior impressionou a todos com sua farta e grossa cabeleira.

Sua mãe, Chelsea Noon, de 32 anos, conta que o filho adora deixar o cabelo solto, já que toda vez que ela tenta colocar um chapéu nele, ele chora. O grande volume de fios do pequeno chama atenção onde quer que ele vá. Na família, que mora em Brighton, no Reino Unido, ele é carinhosamente chamado de “ursinho” e, segundo sua mãe, hoje ela demora mais de uma hora a mais no supermercado, pois todos param para brincar com Junior.

Resultado de imagem para Junior Cox-Noon

Mas cuidar de toda essa cabeleireira dá trabalho. Chelsea conta que precisa secar o cabelo do pequeno com secador, pois se deixasse secar naturalmente, demoraria muito. Quando questionada se vai cortar o cabelo de Junior, a mãe diz que não. “É tão original que vou deixá-lo como está”, afirma ao jornal britânicoDaily Mail.

Chelsea conta que não sabe de onde veio todo o cabelo de Junior, pois seus outros dois filhos, Mitchell, de seis anos e Preston, de quatro, não tinham tantos fios ao nascer. Mas, segundo Cid Fernando Pinheiro, pediatra do Hospital São Luiz Morumbi, não existe uma explicação para o fato de alguns bebês nascerem com mais cabelos que outros. “É uma questão genética relacionada à constituição de cada um e como todo fator genético, varia de pessoa para pessoa, mesmo dentro da mesma família. Não é nenhum ‘problema’ nem alteração específica dele”, afirma o médico.

Resultado de imagem para Junior Cox-NoonA mãe afirma que ouviu de várias pessoas que disseram que o cabelo de Junior iria cair, mas ela afirma que, até agora, ele não perdeu nada e, ao contrário, seu cabelo tem crescido. Pinheiro explica que realmente é normal o cabelo do bebê cair, assim como o de adultos. “O cabelo, assim como o resto dos pelos e todo o nosso corpo, tem um ciclo de vida. Então ele nasce, cresce e morre. Mas esse ciclo varia de pessoa para pessoa. Por isso algumas tem um crescimento do cabelo mais rápido e outras demoram mais”.

Então, cedo ou tarde, os fios de Junior começarão a cair. Entretanto, segundo o pediatra, não é possível afirmar se eles continuarão crescendo com a mesma intensidade nem com as mesmas características. “O que nós observamos é que os cabelos das crianças, depois das ‘primeiras quedas’ tendem a crescer em menor quantidade, mas maior espessura. Mas, novamente, isso não é uma regra. É preciso esperar para ver. Sabemos também que o cabelo das crianças tende a mudar durante o crescimento, tanto no que diz respeito à quantidade e espessura, quanto à cor e tipo (liso, cacheado etc)”, diz.

“Muitas mães chegam ao consultório desesperadas dizendo que seus filhos estão com um buraco sem cabelo. Esse ‘buraco’ geralmente está localizado na parte de trás da cabeça e é bem comum principalmente em bebês que passam muito tempo deitados. Mas assim que eles forem crescendo e passarem menos tempo deitados na mesma posição, o cabelo daquela região tende a crescer normalmente”, explica o pediatra.

Chelsea contou ao Daily Mail que teve muita azia durante a gravidez de Junior e que isso não aconteceu nas gestações anteriores. Isso talvez seja um indício de que talvez exista alguma verdade naqueles mitos que nossas avós contam. Inclusive, um estudo de 2007 realizado pela Universidade John Hopkins, nos Estados Unidos, mostrou que entre as mulheres que relataram azia moderada ou grave durante a gestação, 82% tiveram bebê com uma quantidade de cabelo acima da média

Compartilhe isso
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde
%d blogueiros gostam disto: